Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Nota técnica sobre a recomposição do quadro de servidores do INSS

O INSS encaminhou ao MPOG a NOTA TÉCNICA Nº 3/DDC/CGGP/DGP/INSS, com o objetivo de "oferecer motivações e justificativas para subsidiar solicitação de concurso público para recomposição do seu quadro de servidores no exercício de 2014".

Com base nas vacâncias anuais e na necessidade de suprir as APS com o número mínimo de servidores estabelecido na RS nº 175/2012 é que, na referida Nota Técnica, o INSS propõe junto ao MPOG a autorização para provimento de 2.280 vagas de Técnico do Seguro Social, 350 vagas de  Perito Medico Previdenciário e 1.565 vagas de Analista do Seguro Social, nas diversas áreas de conhecimento, a exemplo de Tecnologia de lnformaçäo, Direito, Administração, Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Psicologia e Ciências Contábeis.

A nota destaca, ainda, que atualmente existem mais de dez mil servidores em abono de permanência, isto é, servidores que já implementaram condições para requerer sua aposentadoria.

Clique aqui para acompanhar o trâmite da nota no MPOG.

Clique aqui e confira o inteiro teor da nota.

105 comentários:

  1. Isso significa que ferrou pra nós (excedentes), certo?

    ResponderExcluir
  2. Professor.... e a nova prova para o dia 09/02? O Senhor acha que poderemos ter um cancelamento? Prof, gostaria da tua opinião pq é muito complicado se manter motivado com tanto vai e vem deste concurso de analista de 2013.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comunicado sobre a reaplicação das provas realizadas no dia 13/10/2013 para todos os candidatos, presentes e faltosos - 26/12/2013

      Considerando a Ação Civil Pública, processo no
      35529-37.2013.4.01.3500, impetrada pelo Ministério Público Federal por intermédio da Procuradoria da República em Goiás, a FUNRIO e o INSS decidiram por acatar a sugestão do MPF no sentido de permitir a todos os inscritos no concurso público para o cargo de Analista do Seguro Social, regido pelo Edital no 1/2013, de 9
      de agosto de 2013, realizarem a nova prova objetiva.

      DESTA FORMA FICA ADIADA A REALIZAÇÃO DA PROVA ANTERIORMENTE MARCADA
      PARA O DIA 9 DE FEVEREIRO DE 2013.

      A nova data será 09/03/14, conforme cronograma que está no site da FUNRIO.

      Excluir
    2. Muito obrigada!!!! Feliz 2014 Prof! Parabéns por toda sua dedicação aos alunos! é maravilhoso poder contar com o senhor!

      Excluir
    3. Essa nova data será para todos, ou seja, todos os candidatos inscritos poderão fazer a prova, ou somente naquelas regiões onde deu problema no dia 13/10?

      Excluir
  3. Se essa nota não for para novo concurso então não sei o que é basta ler para ver do que se trata.

    ResponderExcluir
  4. Pessoal,como membro da comissão digo e afirmo que não vai acontecer concurso em 2014. Pode até ser autorizado e em 2015 certamente vai acontecer. Quem estiver aprovado fique tranquilo quanto a esta nota e quem ainda não estiver,estude,pois o Sol nasce para todos! Vou dar uma dica para quem ainda não conquistou a aprovação,iniciem os estudos hoje,agora! Um concurso como este não se aprova com pouco estudo! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcio Lira, Deus queira que seja novas nomeações, mas tire esta dúvida, por que a nota fala, ou melhor, solicita concurso público? Vc está sabendo de algo que não pode nos falar?
      Desde já agradeço pelo trabalho da comissão que eu fiz questão de contribuir todas as vezes.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Olá Marcio, Meu nome é Efraim dos santos ferreira, sou de Rio Branco-Acre. Fiquei em sétimo lugar no concurso INSS 2012, para uma agência do município de Tarauacá no Acre, tinha 3 vagas e chamaram 4. Pelo o que você falou esteve em Brasília para buscar informações sobre os excedentes do concurso do INSS 2012. Gostaria de saber quais foram as notícias que você teve por lá e se são favoráveis para nós excedentes. Você participou de alguma reunião a respeito? Se preferir pode deixar uma mensagem no meu facebook ou no Whatsapp.

      Desde já sou muito grato por suas informações.

      Contatos:

      Facebook: https://www.facebook.com/efraim.santosferreira

      Whatsapp: 9995-7294

      Excluir
  5. Vem concurso novamente aí.\o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem as nomeações dos aprovados aí. \o

      Escuta colega...

      http://www.youtube.com/watch?v=UE6BQyIRW-o

      Excluir
  6. E dessa vez, Deus a de ajudá-me mais mais ainda, e não passarei 3 questões errada para o gabarito e não ser a provado.

    ResponderExcluir
  7. Acredito Que pelo tipo de solicitação, certamente ocorra uma nova seleção após a validade do concurso, não sabemos à Certo, mas, existem esperanças à Vista para um concurseiro como eu e todos nós que estamos lutando...

    ResponderExcluir
  8. A Nota Técnica fala em solicitação de CONCURSO, e não de nomeações dos excedentes do último concurso.

    O MPOG não tem competência para autorizar novas nomeações do último concurso, pois já extrapolou sua alçada. Contudo o MPOG tem competência para autorizar a realização de um novo concurso.

    Somente a Presidenta da República tem competência para autorizar novas nomeações referentes a candidatos aprovados no último concurso.

    Diante do exposto, verifica-se que é mais fácil (menos burocrático) para o INSS a realização de um novo concurso (pois basta a autorização do MPOG) que a autorização de nomeações de aprovados do último concurso (pois depende de autorização da Presidenta).

    Contudo, tudo isso termina sendo mais numa questão política que técnica. Se os excedentes se agarrarem com "os cabra" do PT, eles conseguem as nomeações de todos. Nesse caso, essas 2.280 vagas de Técnico do Seguro Social terminam ficando para os excedentes do concurso de 2012.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof. diante desta colocação 50% para Nomeações e 50% concurso.

      Excluir
    2. 100% de novo concurso.

      Excluir
  9. professor hugo,já sou servidor do inss,técnico do seguro social,aprovado no último concurso,tem possibilidade de algumas destas 1565 vagas para analista,serem destinadas a qualquer área ou contemple minha formação,Licenciatura em Matemática?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dificilmente o INSS voltará fazer concurso de Analista qualquer formação. Para isso, já tem os técnicos.

      Analista com formação em matemática também é pouco provável.

      Excluir
  10. Professor a dúvida continua: NOVO CONCURSO OU NOVAS NOMEAÇÕES.
    Gostaria muito de saber o que realmente esta nota refere-se, embora fale-se em concurso por que não nomear se já tem aprovados para estas vagas. Pelo jeito só Deus sabe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A nota pede novo concurso. O MPOG não pode autorizar novas nomeações, pois já autorizou os 50% que podia. Como a nota é dirigida ao MPOG, a nota pede o que o MPOG tem competência para conceder.

      Excluir
  11. Hugo Goes
    Há possibilidade de concurso do INSS para Técnico do Seguro Social em 2014?

    Muitos me perguntam isso. Por isso vou dar uma resposta coletiva.

    Antes da publicação do edital de um concurso no âmbito federal, os passos seguintes devem ser dados:

    1º) O órgão interessado protocoliza um pedido de autorização junto ao MPOG. Nesta fase, os concurseiros podem acompanhar o trâmite do pedido de autorização por meio do CPRODWEB.
    2º) O MPOG autoriza a realização do concurso;
    3º) Após a autorização, o órgão que solicitou e realizará o concurso deve contratar uma instituição organizadora de concursos.

    Ainda não há pedido de autorização para um novo concurso para Técnico do Seguro Social. E não poderia ser diferente, pois existe um concurso cujo prazo de validade ainda não expirou (expira no dia 17/04/2014).

    Assim, depois de 17/04/2014, é possível que o INSS solicite ao MPOG autorização para um novo concurso. O trâmite dos pedidos de autorização, geralmente, demoram mais de seis meses. Portanto, dificilmente teremos uma autorização antes de 10/2014. Sendo autorizado por volt de outubro de 2014, é possível que o edital saia no início de 2015.

    Gostaria de entender a parte onde o professor fala que ainda não havia pedido e que não havia como ser diferente visto que existe um concurso vigente?? Isso quer dizer que o fato do INSS ter feito pedido de vagas dentro do prazo de validade, nós da Direito Liquido e CERTO professor???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando escrevi o texto supramencionado, eu ainda não tinha conhecimento sobre o conteúdo da Nota Técnica. Sabia apenas que o INSS havia encaminhado uma nota técnica sobre a recomposição do quadro de servidores, mas ainda não tinha tido acesso ao seu inteiro teor. Eu imaginava que a Nota Técnica estivesse tratando de autorização para nomeações dos excedentes, para o MPOG dar um parecer e encaminhar a Presidenta da República, para ela decidir a questão.

      Contudo, a Nota Técnica faz literal referência à realização de um CONCURSO.

      Excluir
    2. No entanto, se o INSS ta pedindo novo concurso antes do nosso vencer, as vagas já são nossas por direito. Não CONCORDA prof??? Foi isso que eu entendi quando o senhor diz : " não poderia ser diferente, pois existe um concurso cujo prazo de validade ainda não expirou (expira no dia 17/04/2014)"
      .

      Excluir
  12. so tem direito liquido e certo os aprovados dentro do numero de vagas, vai ter concurso sim, o fato do concurso valer nao impede novo concurso, pois os aprovados dentro do numero de vagas foram nomeados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram nomeados muito além do número de vagas era previsto no edital 1500 para tss e foram nomeados mais de 4000 se todo concurso fosse assim seria ótimo, mas sempre vai ter pessoas que ficaram perto e não serão chamadas.

      Excluir
    2. Concurso é assim ou se passa dentro do número de vagas ou fica difícil.

      Excluir
    3. Para infelicidade dos agourentos a nomeação de todos os aprovados vai sair.

      Sadi e Leo...
      Keep calm and deixa de recalque!

      Excluir
  13. Acho que o professor nem precisa responder mais que esta nota NÃO SE TRATA DE MAIS NOMEAÇÕES DO CONCURSO DE 2012.

    ResponderExcluir
  14. Pessoal a jurisprudência é bem clara, o aprovado de um concurso público tem direito líquido e certo no caso de serem criadas novas vagas durante a validade do concurso. Portanto se o INSS está solicitando o provimento de 2280 técnicos, é claro que nós aprovados temos o direito a elas, e a lei 8112 rege que não haverá outro concurso enquanto houver aprovados em outro com o prazo de validade não expirado. Então um novo concurso, só depois de abril, para nomeações em 2015, até lá esperamos as nossas nomeações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio, está errado este pensamento. Pode haver sim novo concurso na vigência do anterior. O que não pode ocorrer é nomeações antes que todos os anteriores sejam chamados.

      Excluir
    2. A realização de um novo concurso antes de 17/04/2014 geraria um enorme imbróglio judicial. Creio que a assessoria jurídica do INSS não seja tão atrapalhada para permitir lançamento de um edital de concurso para técnico do seguro social antes de 17/04/2014.

      Excluir
    3. Concordo, professor! Concurso do INSS somente em 2015. É sonho pensar em outra hipótese.

      Excluir
    4. O que eu acredito é que o INSS esteja adiantando "o lado dele". A burocracia para um concurso é tão grande que já vão dando início ao pedido e só o executa após o fatídico 17/04/2014.

      Excluir
  15. Professor,
    muito tem sido dito em torno de haver outro concurso ou novas nomeações. Tentando ser realista faço algumas observações:
    1- Ano que vem é ano de eleição (outubro)
    2 - Somente poderão se nomeados caso a homologação do concurso seja 3 meses antes das eleições
    3 - Só poderá ocorrer concurso após 17/04/2014
    4- entre o edital e prova são 3 meses aproximadamente, ou seja em julho.
    5 - a homologação não ocorreria antes do prazo em lei.
    6- o inss só poderia recompor em meados de 2015.
    7 - a autarquia passaria um ano aproximadamente sem mexer em seu quadro.
    8- Uma demanda de 10 mil servidores.
    9- concurso de analista em março.

    Com base nessas constatações fica minha pergunta ao professor que tem nos apoiado e colocado suas opiniões de forma lógica durante todo o período do concurso.
    Deixo a pergunta ao Professor:
    Sabendo de toda demanda de servidores e o longo prazo. Ainda assim é mais viável fazer um concurso para técnico, ou encaminhar a presidente a nomeação dos excedentes e complementar com analista novos deste concurso de março?

    Acredito e muito na sua opinião professor, estarei sim estudando muito em qualquer situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ambas as alternativas tivessem o mesmo grau de dificuldade, com certeza a segunda seria mais viável. Concordo com todos os argumentos que você elencou em defesa da segunda alternativa.

      Acontece que a segunda alternativa representa uma excepcionalidade (a autorização da Presidenta da República para nomeações de servidores). Já a primeira é algo comum (a autorização do MPOG para realização de concursos).

      Mas não sabemos o que vai acontecer. Apenas disse que ACHO mais fácil o MPOG autorizar um novo concurso. Mas é só ACHISMO. Nem sempre o meu ACHISMO se concretiza.

      P.S.: Quando me perguntam o que eu ACHO, costumo responder com sinceridade.

      Excluir
    2. Até porque a questão não é só técnica, mas também é política.

      Excluir
  16. PURO ACHISMO, HEIN: Sinceramente, acredito que não haverá novas nomeações. O INSS deu início aos trâmites legais de um novo concurso porque a burocracia é muito lenta e, dessa forma, já se dá uma adiantada no processo. A autorização não deve sair no período de validade do atual concurso. Uma fonte muito, muito alta no Ministério (que não vou revelar para a Comissão de Excedentes não enforcá-lo) me disse uma vez que o MPS não tem interesse em nomear o sexto, sétimo colocado se pode nomear o primeiro em um novo certame. Claro que quem ficou em excedente tem o direito de reclamar a sua nomeação (ainda mais em uma autarquia com os quadros tão defasados). Mas, sejamos sinceros, ocorreram muito mais nomeações que o inicialmente previsto. E o que eu já postei em outro ponto do blog: quem passou como excedente uma vez está bem preparado e, se dedicar adequadamente, provavelmente será aprovado novamente. Este cenário de nomear todos os excedentes de um concurso, INFELIZMENTE, é quase surreal. Eu fiquei um ponto atrás do primeiro lugar numa agência que tinha uma vaga. Fiquei puto com o gabarito da FCC (com a questão do MEI, por exemplo). Mas nomear todos os aprovados é, na minha opinião, quase uma missão impossível. Boa sorte e bons estudos a todos. Feliz 2014.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos bastante ponto em comum Douglas no que se refere ao concurso do INSS. Foi nessa desgraçada pergunta que me deixou fora da minha APS. Se tivesse pedido simplesmente o valor (que seria 5%) eu tinha acertado. Inclusive eu tinha colocado essa resposta. Mas fui começar a questionar as datas, analisar os períodos e aí game over. Troquei de resposta e sou o próximo da lista, mas sem quase esperança de ser chamado. E tb já vi comentários a respeito: para o INSS tanto faz se tem excedentes ou não, é mais fácil fazer outro concurso e somente em 2015, pois não está o caos que querem que esteja o INSS. Trabalhei por cinco anos numa APS como cedido pelo meu município e verificava nos boletins internos que inclusive se esta batendo recordes de atendimento e de cumprimento de metas diariamente. Realmente há inúmeras razões para chamar mais ou menos uns 10.000 servidores, já que o quadro de servidores que tem direito à aposentadoria é real. Mas não está crítica a situação, logo, dá pra deixar o barco ir navegando.

      Excluir
  17. pedro.. pegando emprestado um pouco suas palavras..

    1- Ano que vem é ano de eleição (outubro)
    2 - Somente poderão se nomeados caso a homologação do concurso seja 3 meses antes das eleições
    3 - Só poderá ocorrer concurso após 17/04/2014
    4- entre o edital e prova são 3 meses aproximadamente, ou seja em julho.
    5 - a homologação não ocorreria antes do prazo em lei.
    6- o inss só poderia recompor em meados de 2015.
    7 - a autarquia passaria um ano aproximadamente sem mexer em seu quadro.
    8- Uma demanda de 10 mil servidores.
    9- concurso de analista em março.

    a gente precisa alegar isso é lá com os superiores da autarquia, mps e mais importante, a nossa presidente no ato da autorização. esta nota de solicitação de novo concurso só reitera a carência do INSS, e foi emitida por uma questão meramente técnica, já que a contratação da gente é mais um esforço politico do que técnico, como bem explicou o prof Hugo. com sabedoria, pode ser usada a nosso favor. ressalto que a autorização de um novo concurso, do ponto de vista técnico para o INSS, pode ser mais prático e menos dispendioso do que conseguir autorização da contratação de mais servidores aprovados neste último concurso, no entanto não o é em comparação à realização de um outro novo concurso, principalmente se pensarmos que fica impossível fazê-lo em 2015.

    isso está ficando é cada vez mais interessante.

    postado por mim anteriormente na página da comissão dos excendente - aprovados e não nomeados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Informações são úteis para a tomada de decisões. Quem for inteligente, use-as a seu favor.

      Excluir
    2. A organizadora poderá ser escolhida antes do vencimento do do concurso vigente, ou seja, antes de 17/04/2014 e inclusive a prova poderá ser realizada antes da mencionada data, a exemplo do que ocorreu no concurso INSS de 2012.

      Caso isso ocorra, teremos até o dia 05/07/14 (90 dias antes das eleições) como data limite para a homologação do resultado final do novo concurso.

      CÁLCULO DE "PROBABILIDADE":

      Sabendo que as eleições ocorrerão no dia 05/10 e que a homologação do resultado final do concurso tem que sair no máximo até 90 dias antes ou seja 05/07 e que após realizadas as provas o resultado sai em média 30 dias após, ou seja, em nossa simulação 05/06 (não estamos considerando os prazos para recurso, etc.), temos:

      O INSS já encaminhou o pedido de autorização ao MPOG, portanto, o INSS tem até o dia 05/07 para homologar o resultado final do novo concurso, ou seja, haverá um prazo médio de 6,5 meses entre a data do pedido de autorização e a data máxima para homologação.

      Caso haja essa agilidade nos trâmites, há sim a possibilidade de realização de um novo concurso ainda no primeiro semestre de 2014.

      Esse texto trata-se de uma simples análise do contexto em que estamos vivendo.

      Abraço a todos.

      Excluir
  18. Tenho uma dúvida que a resposta pode definir o rumo dos meus estudos. Moro na cidade do Rio de Janeiro, que é atendida pela Gex-Centro e Gex-Norte e, nos dois últimos concursos, tiveram apenas uma vaga destinada ao Complexo do Alemão. Gostaria de saber se, com essa Nota técnica que salienta o abono permanência como um dos fundamentos para novo concurso, posso ter esperança de um número maior de vagas para minha capital?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vagas para capital, normalmente, são raras. Geralmente, os concursos são precedidos por processos seletivos de remoção, por meio dos quais as vagas das capitais são exauridas.

      Excluir
    2. Professor,
      quero agradecer mais uma vez pela utilidade pública de seu blog. seu trabalho é realmente importante. Feliz Natal atrasado e ótimo fim de ano.

      Excluir
    3. Obrigado pelo esclarecimento e parabéns pelo blog. Já o acompanho a muito tempo.

      Excluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei não Sadi Blumenau... se teremos um NOVO governo em 2015.

      Excluir
  20. bueno...se o INSS cumpriu o edital anterior....que venha novo concurso..quem se inscreve concorda com o certame....Cumpriu o edital...segue para o próximo...quem ficou excedente...simples...estude e estude mais....

    ResponderExcluir
  21. Existindo a possibilidade de nomear por via política, acredito que seria melhor politicamente analisando nomear os excedentes, afinal o cadastro de reserva foi limitado partindo do pressupostos das possível vacâncias que ocorreriam no prazo de validade do concurso. Vale lembrar q 2008 não limitou o cadastro de reserva.

    ResponderExcluir
  22. Ótimas colocações de todos!
    Membros da comissão quando comentam aqui sempre deixa um ar de "tem algo em segredo", bem se houver novas nomeações eu ficaria muito feliz, já que sou 6º colocado na APS que escolhi, se tivesse feito para várias outra APSs já estaria trabalhando. Então nada de dizer que quem ficou em 6º ou 7º o INSS não tem interesse.
    Em contraponto, se tiver outro concurso bom tb, vou estudar ainda mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só quero ver esse segredo dos excedentes depois do dia 17/04/2014, "nothing"

      Excluir
    2. leo costa pela sua colocação vc não é excedente, calma, pense por outro lado, os excedentes sao concorrentes fortes caso a gent seja nomeado vai ser até melhor pra vc.

      Excluir
  23. Deus já sabe o melhor para todos nós!

    ResponderExcluir
  24. Oque eu sei é que esta acontecendo uma luta muito grande,para nomear e fazer novo concurso. Mesmo que coloquem 2000 do ultimo,ainda deve ter no minimo um concurso para 1000 ou 1500.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boto fé na correria da comissão, e ano político pressionando os políticos eles terão interesse sim afinal ano político.

      Excluir
  25. Marcio Lira quando teremos novas sobre nomeaçõa?

    ResponderExcluir
  26. Marcio Lira quando teremos novas sobre nomeação?

    ResponderExcluir
  27. Acredito que haverá nomeações breve, senão pq nomearam mais de 100 por cento da vagas iniciais, e fizeram a lista po GEX então conclui-se que quando fizeram o edital analisaram as possíveis vacâncias que ocorreriam, sabendo da confusão que teve com os excedentes 2008 agora tendo previsão legal q pode nomear os excedentes, em relação ao pedido do concurso ao MPOG, é comum afinal a proposta aprovada no Congresso foi para a nomeação de aprovados em concursos anteriores e novos concursos.

    Estudar até ser nomeado. mas ser personagem desta novela é muito bom, mostra que estamos em outro cenário e motiva a estudar mais e mais.

    ResponderExcluir
  28. Eu acredito que nomeação de excedentes e um novo concurso sejam coisas completamente distintas e não excludentes. Acho que tão logo vença a validade desse concurso o INSS irá realizar outro (por isso o pedido no MPOG, pra ir agilizando). Agora também acho que os excedentes não tem do que reclamar se não ocorrer mais nomeações. Foram muito além do inicialmente previsto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. O melhor comentário que teve até o momento. Se todos os concursos do INSS nomeassem a quantidade deste de 2012 seria ótimo, agora o que não da é pra ficar muito além do número de vagas e querer que o INSS nomeie todos os aprovados fato este que nunca ocorreu e provavelmente nunca irá ocorrer.

      Excluir
  29. Basta analisar os fatos!

    Nomeações de excedentes: se este fosse o caso o INSS teria feito um pedido de nomeação à presidente, e não protocolar um pedido de novo concurso no MPOG.
    Quesito tempo: já param para pensar quanto tempo esse protocolo vai caminhar no MPOG? sem contar que após a aprovação do novo concurso, corre mais um período de 6 meses para elaboração deste.
    subtrair/dividir/multiplicar e vejamos o resultado.
    (17/04/2014 encerra o concurso realizado em 2012)

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Pessoal,não podemos falar muita coisa,porém quando estivemos em Brasilia ficamos sabendo que oq estava faltando era apenas um pedido,ou seja uma solicitação do MPS ao MPOG para que seja liberado verba para nomeações,o prazo para se fazer isso é curto e não daria tempo,essa solicitação que ai esta,foi elaborada desde o mes 06/2013,não sei mas logo depois de nossa ida a BSB a mesma ja teve um bom andamento,sabemos que o INSS precisa de muitos servidores e eu acredito que o pessoal de 2012 será aproveitado e q um novo concurso será autorizado em 2014 e só será realizado em 2015.
    Não quero aqui criar expectativas em ninguém,o conselho que eu dou é: Quem esta estudando,continue a estudar,não pare!
    Antes de fazer um novo concurso,eles tem a intenção de aproveitar o pessoal! Eu digo isso pq sei,estive lá! Não adianta achar ou deixar de achar,quem não ta aprovado estude e quem ta aprovado tbm ,pois não sabemos quantas pessoas serão aproveitadas! Um Abraço a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcio,

      aproveitar o pessoal de 2012, como vc disse, não impede um novo concurso. Acho que o MPS pode até aproveitar os excedentes mas que esse pedido trata de um NOVO CONCURSO isso não cabe dúvida. O MPS não tem competência para autorizar nomeações além de 150% do número de vagas previstas no edital.

      Excluir
    2. Caro Douglas eu sei disso e de muito mais,me refiro ao MPS fazer o pedido de verba ao MPOG e este disponibilizar,dai é só a Dilma assinar.Um abraço e Deus é quem sabe o Melhor para nós!

      Excluir
  32. Marcio, eu que não tinha entendido a sua colocação. Desculpa. Bom 2014 pra vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para vc tbm Caro Douglas,Quero ver todos aqui aprovados e no INSS,pois Deus é Mais! É só estudar!

      Excluir
    2. Oi Marcio, vocês pretendem ir a Brasília novamente? Quando?

      Excluir
    3. Não ha mais tempo para isso,acho que agora ta nas mãos de Deus e dos russos,rsrsrsr...

      Excluir
  33. leo costa pela sua colocação vc não é excedente, calma, pense por outro lado, os excedentes sao concorrentes fortes caso a gent seja nomeado vai ser até melhor pra vc.

    ResponderExcluir
  34. UM BREVE COMENTÁRIO SOBRE A POSSIBILIDADE DE REALIZAÇÃO DO CONCURSO INSS EM 2014.

    A organizadora poderá ser escolhida antes do vencimento do do concurso vigente, ou seja, antes de 17/04/2014 e inclusive a prova poderá ser realizada antes da mencionada data, a exemplo do que ocorreu no concurso INSS de 2012.

    Caso isso ocorra, teremos até o dia 05/07/14 (90 dias antes das eleições) como data limite para a homologação do resultado final do novo concurso.

    CÁLCULO DE "PROBABILIDADE":

    Sabendo que as eleições ocorrerão no dia 05/10 e que a homologação do resultado final do concurso tem que sair no máximo até 90 dias antes ou seja 05/07 e que após realizadas as provas o resultado sai em média 30 dias após, ou seja, em nossa simulação 05/06 (não estamos considerando os prazos para recurso, etc.), temos:

    O INSS já encaminhou o pedido de autorização ao MPOG, portanto, o INSS tem até o dia 05/07 para homologar o resultado final do novo concurso, ou seja, haverá um prazo médio de 6,5 meses entre a data do pedido de autorização e a data máxima para homologação.

    Caso haja essa agilidade nos trâmites, há sim a possibilidade de realização de um novo concurso ainda no primeiro semestre de 2014.

    Esse texto trata-se de uma simples análise do contexto em que estamos vivendo.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  35. No meu puro achismo acredito que o MPS entrou com o pedido para ir adiantando a burocracia... e realizar o concurso com calma...após o período eleitoral. Mas de uma coisa tenho certeza... ou em 2014 ou no início de 2015 tem concurso. Vamos estudar que com esse prazo todo dá pra passar. Feliz 2014 pra todos!

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Gente não se preocupe já está tudo acertado com os RUSSOS para nomearem TODOS os EXCEDENTES... FÉ em DEUS tudo dará CERTO...

    ResponderExcluir
  38. Duvido que todos os excedentes sejam nomeados isso nunca ocorreu é só seguir um raciocínio lógico.

    ResponderExcluir
  39. Também duvido que TODOS os excedentes sejam nomeados. Ainda falta muita gente. Muitas aps em que classificaram 5, foram nomeados 2.

    ResponderExcluir
  40. Leo costa,por que ao invés de você ficar torcendo contra a nomeação dos excedentes não vai estudar. Com certeza absoluta haverá um novo concurso em breve. Aproveite esse tempo camarada!

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  42. Carlos Ferreira, não torço contra nada só fiz uma análise dos fatos, muitos alunos do prof. que não conseguiram passar dentro do número de vagas e agora são excedentes passaram a odiar o Hugo G. só porque ele publicou esta nota aqui, disseram que ele só queria vender livro quando na verdade só colocou qual é a real situação, agora tem pessoas que não aceitam opiniões contrárias .....paciência..

    ResponderExcluir
  43. E já estudo sim para este concurso, o que aqueles que não passaram tb já deveriam estar fazendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero que o Sr. nunca seja um excedente! Saiba que ser excedente nao significa ter estudado menos ou mais que os outros,tenho amigos que fizeram 54 e até 55 pontos e são excedentes,enquanto regiões nomearam pessoas com 47 pontos,então eu acho sim muito merecido que sejamos nomeados SIIIIIM! Se vc nem aprovado foi,cuide de sua vida,estude e tente no proximo!

      Quanto ao professor HUGO GOES,nem eu e nem os aprovados temos oq falar dele,muito pelo contrário,eu adoro seus materiais,na minha opinião são os melhores,ele nos ajudou e continua a nos ajudar com sua informações e conhecimento.
      Falo isso em nome da comissão dos aprovados do INSS!

      Excluir
    2. Marcio Lira é como o professor Hugo Goes disse anteriormente que as informações estão aí para todos. Não sou excedente mas, você tem toda a razão ao dizer que os excedentes merecem sim ser nomeados.Estudaram como todos os outros,como eu estudei. Se não conseguiu a aprovação, deve orar voltar aos estudos e assim por diante até conseguir. E se realmente alguém está odiando o Hugo Goes pela informações que ele oferece,como afirmou o amigo acima, paciência pois isso só demonstra falta de altruísmo, consideração e talvez até amor próprio. Então sigamos em frente, que ocorram mais nomeações e que haja também concurso. Um feliz 2014 e boa sorte nessa caminhada!

      Excluir
    3. Até que enfim alguém com bom senso... Não sou contra a nomeação de todos os excedentes... Só acho muito difícil que aconteça. Além disso, mesmo que nomeiem todos haverá, com certeza, um novo concurso tão logo encerre a validade do atual. Calma, gente. Tem lugar pra todo mundo que estudar no INSS.

      Excluir
  44. BOA TARDE PROFESSOR, PRIMEIRAMENTE, QUERO DESEJAR UM PRÓSPERO ANO NOVO AO SENHOR!

    PROFESSOR, ESTA NOTA "APARENTEMENTE" VISA SOLICITAR A AUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DE UM NOVO CONCURSO, CONTUDO ELA QUER AUTORIZAÇÃO ORÇAMENTÁRIA PARA A POSTERIOR NOMEAÇÃO DOS (TSS) EXCEDENTES DO CONCURSO ANTERIOR (2012)!

    MAS, NA VERDADE EU GOSTARIA DE SABER QUANDO SAI UMA NOVA EDIÇÃO DO SEU LIVRO!

    ResponderExcluir
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  46. Tomara que tenha concurso em 2014 impedimento legal não tem, vamos esperar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o pedido para o MPOG já esta feito!

      Excluir
    2. Impedimento para um novo concurso realmente não há. Mas acho provável que algo ocorra no início do ano por motivos simples:
      1º) há um concurso válido até 17/04/2014
      2º) as nomeações teriam de ocorrer até julho ou só depois das eleições..
      Eu acredito firmemente em um novo concurso só que o espero para o final do ano, infelizmente.

      Excluir
    3. Também acredito em edital após a eleição!

      Excluir
  47. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  48. Eleição não impede concursos, dizem especialistas

    http://blog.euvoupassar.com.br/2014/01/eleicao-nao-impede-concursos-dizem-especialistas/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não há empecilhos quanto à realização de concursos em ano eleitoral. O problema é a nomeação que não pode ocorrer três meses antes da eleição.

      Excluir
    2. Então.. Se fosse autorizado um concurso hoje já não daria tempo de nomear até antes da eleições, o inss vai passar praticamente 01 ano sem recomposição de servidores?..
      os gestores sabem bem disse e não há nenhum asno lá dentro. Leite pro gato e banana pro macaco.

      Excluir
  49. Olá professor, qual a previsão de novo concurso para assistente social do INSS?

    ResponderExcluir
  50. professor, teve algum avanço na nota técnica? há indícios factíveis de mais nomeações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A última movimentação ocorreu no dia 10/01/2014.

      Excluir
  51. Professor, no último concurso para Tecnico do INSS fiquei em sexto lugar. Para a região que prestei havia somente 1 vaga. É possível que na lista de excedentes eu possa ser chamada? Há uma planilha que nos mostre todos as regiões e quantos já foram convocados. Aguardo. Abraços.

    ResponderExcluir
  52. Gostaria de saber se o professor ou algum dos colegas sabem quantos aprovados (excedentes) ainda tem do concurso de 2012.

    Desde já meu muito Obrigado.

    ResponderExcluir
  53. Professor tivemos, só este ano, 4 vacâncias sendo que ainda não foram nomeados os próximos da lista de excedentes, logo a quantidade de excedentes real seria menor que 2747.
    Alguém se disponibiliza a fazer tal verificação, de quantos no total incluindo ano(s) anterior(es) são os excedentes já subtraindo os que têm direito líquido e certo em decorrência de vacância?

    ResponderExcluir
  54. boa tarde gostaria de saber se caso os excedentes forem chamados podem trabalhar nas agencias que estão para serem inauguradas ou so nas previstas no edital

    ResponderExcluir
  55. professor hugo o senhor nao deve lembrar de mim , todavia , eu resolvia suas questoes aqui no blog interagindo com os colegas , depois de ter trabalhado para o inss tercerizado e ter estudado muito para o ultimo concurso de tecnico nao consegui minha aprovaçao vindo a ficar com uma terrivel depressão , graças a Jeova consegui sair dessa e a sua postagem com respeito ao pedido de novo concurso reacendeu em mim o sonho de ser um tecnico previdenciario , obrigado por manter viva essa chama que se chama " passar no concurso do INSS "

    ResponderExcluir