Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Cada dia tem seu Santo

Janeiro

Fevereiro








Setembro


Novembro

9 comentários:

  1. Meu caro Professor!

    tem um lugar para Aquele que morreu na cruz ai??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além do dia 25/12, todos os outros dias do ano a Igreja presta culto ao Nosso Senhor Jesus Cristo.

      A missa, que a Igreja celebra todos os dias, é o culto mais sublime que oferecemos ao Senhor. É o memorial de Cristo, de sua vida, de sua Morte, de sua Ressurreição e de sua intercessão junto ao Pai.

      Excluir
    2. Se os cristãos celebram a Eucaristia desde as origens, e sob uma forma que, em sua substância, não sofreu alterações durante os tempos, é porque temos consciência de estarmos ligados ao mandato do Senhor, dado na véspera de sua paixão: "Fazei isto em memória de mim" (ICor 11,24-25).

      Excluir
  2. Cada santo tem um dia de ser lembrado, pois apesar de serem humanos como todos nós conseguiram alcançar aquilo que Nosso Senhor nos propôs, são exemplo a seres seguidos por isso não devem ser esquecidos. Já Nosso Senhor Jesus Cristo é dono de TODOS os dias e não apenas um, nas orações, no nosso viver, na nossa família, no irmão que necessita de ajuda, na Sagrada Eucaristia... em tudo isso Nosso Senhor está presente. Só critica quem não conhece ou quem não viveu a fé como deveria!
    Fiquem na paz

    ResponderExcluir
  3. CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA
    A comunhão entre a Igreja do céu e a da terra

    956. A intercessão dos santos. Os bem-aventurados, estando mais intimamente unidos com Cristo, consolidam mais firmemente a Igreja na santidade [...]. Eles não cessam de interceder a nosso favor, diante do Pai, apresentando os méritos que na terra alcançaram, graças ao Mediador único entre Deus e os homens, Jesus Cristo [...]. A nossa fraqueza é assim grandemente ajudada pela sua solicitude fraterna.

    957. A comunhão com os santos. Não é só por causa do seu exemplo que veneramos a memória dos bem-aventurados, mas ainda mais para que a união de toda a Igreja no Espírito aumente com o exercício da caridade fraterna. Pois, assim como a comunhão cristã entre os cristãos ainda peregrinos nos aproxima mais de Cristo, assim também a comunhão com os santos nos une a Cristo, de quem procedem, como de fonte e Cabeça, toda a graça e a própria vida do povo de Deus.

    A Cristo, nós O adoramos, porque Ele é o Filho de Deus; quanto aos mártires, nós os amamos como a discípulos e imitadores do Senhor: e isso é justo, por causa da sua devoção incomparável para com o seu Rei e Mestre. Assim nós possamos também ser seus companheiros e condiscípulos!

    ResponderExcluir
  4. Não entendo por que creditam milagres a pessoas que estão mortas e não somente a Deus unicamente, já que a Bíblia afirma que só Deus faz milagres. Outra heresia que considero é a questão da intercessão, como os santos intercedem se estão mortos, igual a qualquer outra pessoa, e a Bíblia fala que o que pedirdes a Deus em nome Jesus alcançará, ou seja, é em nome de Jesus e não em nome de outros, já que entre Deus e o homem há apenas um intercessor, Jesus Cristo. O que podemos perceber é o povo dando a Glória de Deus a pessoas, que embora tendo sidas boas, não são dignas de louvor, culto, adoração (ou veneração como os católicos dizem). É preciso meditarmos na palavra assim como ela é. Essa é a minha opinião com todo respeito aos contrários.

    ResponderExcluir
  5. Com relação aos santos, por que a igreja católica só canoniza pessoas da própria igreja católica? Só tem pessoas santas, boas, que fazem a vontade de Deus na igreja católica? Que heresia é essa, totalmente sem lógica. Pelo que eu saiba, para obter a salvação não precisa de religião, como o próprio Jesus disse que a religião boa e perfeita diante do Pai é visitar os órfãos e as viúvas, e desviar-se do mal.

    ResponderExcluir