Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Estes jovens foram assassinados pela ditadura venezuelana comandada por Nicolás Maduro

Jimmy Vargas, 34 anos, assassinado pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB) dia 24/02/2014
Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Jimmy Vargas.

José Alejandro Márquez, golpeado pela GNB, morreu no dia 23/02/2014
Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de José Alejandro Márquez.

Geraldine Moreno, de 23 anos,  atacada por funcionários da Guarda Nacional Bolivariana, morreu no dia 22/02/2014.

Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Geraldine Moreno.


Génesis Carmona, 22 anos (Miss Turismo), baleada na cabeça na cidade de Valencia (na Venezuela) terça-feira, 18 de fevereiro, durante as manifestações contra a DITADURA "bolivariana", faleceu no dia 19/02/2014.

Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Génesis Carmona.

Bazil Alejandro Dacosta Frías, de 24 anos, recebeu um tiro na cabeça no dia 12/02/2014.

Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Bazil Alejandro Da Costa.

José Roberto Rodman Orozco, 31 anos, assassinado em Chacao, em 12/02/2014. 
Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de José Roberto Rodman Orozco.

Daniel Tinoco,  assassinado por milícias bolivarianas no dia 10/03/2014.

Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Daniel Tinoco.

Giselle Rubilar, 47 anos, vítima de disparo na cabeça durante protestos. 
Clique aqui e saiba mais sobre o assassinato de Giselle Rubilar.

Os confrontos registrados desde o dia 12 de fevereiro na Venezuela já resultaram em pelo menos 22 mortes.

5 comentários:

  1. Professor, o senhor teria uma opinião sobre o que disse o Padre Paulo Ricardo sobre católicos que apoiam partidos de esquerda?

    ..."os chamados “decretos” contra o comunista ainda estão em pleno vigor e que não basta não votar em partidos que apoiam o comunismo, não se deve votar também em partidos que estejam aliados a eles. Saberá ainda, caso assista ao vídeo, que quem simpatiza ou propaga a doutrina comunista torna-se um apóstata da fé católica, não podendo, nesse caso, aproximar-se dos sacramentos".

    A explicação na íntegra: http://padrepauloricardo.org/episodios/ser-comunista-e-motivo-de-excomunhao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando um partido comunista chega ao poder, sempre acontece a mesma coisa. A história se repete: no início, ainda há uma certa distribuição da riqueza, o que gera o apoio popular; mas depois o Pais quebra, a economia fica destroçada, e o povo começa a protestar; para garantir a permanência no poder, o partido usa de uma brutal repressão para sufocar os descontentes. A Venezuela já atingiu esse estágio.

      Excluir
    2. Depois de toda miséria e genocídios praticados pelos comunistas em várias partes do mundo, o sujeito tem que ser muito burro ou muito desonesto para continuar defendendo esse regime.

      O Padre Paulo Ricardo está certo.

      Excluir
    3. Grato pela resposta professor.

      Excluir
  2. Poxa vida, acho q a maior parte do mundo é burra e desonesta. já que a CHINA é comunista e quem manda por lá é um tal de Partido Comunista. E dizem que há outros países que também possuem representações próprias do Comunismo. É muito desrespeitoso ouvir isso de um professor, mas como disse Fidel Castro: É hora de conhecer um pouco mais a realidade. Entao meu conselho é que vá conhecer a realidade um pouco mais

    ResponderExcluir