Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Governo corta R$ 44 bi do orçamento de 2014

O governo federal anunciou na última quinta-feira, 20, corte de R$ 44 bilhões no Orçamento da União deste ano.

Haverá contenção de despesas de custeio e da máquina administrativa. No que diz respeito aos concursos públicos, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse o seguinte:
“Nós já fizemos uma proposta bastante enxuta para este ano, exatamente o final do primeiro mandato da presidenta Lula [Dilma]; eu espero, e, portanto achamos que o último ano de mandato é um ano que de fato não é para fazer um monte de concursos. Então, a gente tem de fazer no último ano de mandato uma restrição de contratações.”

16 comentários:

  1. Professor, embasado nestas informações podemos concluir que novo concurso para o INSS só em 2015 (qual a sua opinião) ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois disso, creio que só em 2015.

      Excluir
    2. Obrigado professor, Deus lhe abençoe mais uma vez ! Abraços..

      Excluir
  2. Professor, agora, com base nessas novas informações que foram veiculadas nos meios de comunicação, o senhor ainda mantém aquela previsão de, no mínimo, 1500 nomeações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 2014, haverá uma diminuição do ritmo das contratações. Ou seja, contratações ocorrerão, mas em menor quantidade, se comparadas com anos anteriores. É assim que eu entendi a mensagem.

      Excluir
  3. Acabaram as chances dos excedentes ? Seria um contra-senso o governo contratar com o anúncio dos cortes orçamentários?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 2014, haverá uma diminuição do ritmo das contratações. Ou seja, contratações ocorrerão, mas em menor quantidade, se comparadas com anos anteriores. É assim que eu entendi a mensagem.

      Excluir
  4. No meu entendimento ela se referiu a novos concursos.

    ResponderExcluir
  5. No que eu entendi, o governo fez uma proposta orçamentária bastante enxuta. Isso quer dizer que os concursos programados este ano foram muito bem avaliados em 2013 e por isso não há motivos para não serem realizados. Concurso programados serão realizados os que não estavam programados serão avaliados sua necessidade. concursos já autorizados antes do decreto foram mantidos: CBTU, Receita Federal, Antaq, etc. Outros estão sendo autorizados como o da Agência Espacial ou anunciados o seu edital para esta semana como o da Fundacentro. Por isso meus amigos nada de pânico, nada muda para concursos orçados em 2013.

    ResponderExcluir
  6. Professor hoje todos os 4 protocolos andaram juntos para SEGEP/MP e DEPEF/SEGEP. O que o senhor acha disto? e o que falta para chegar no DOU?
    http://cprodweb.planejamento.gov.br/consulta_externa.asp?cmdCommand=Buscar&ProcCodProcedencia=1565429&ProtNumProtocolo=5100001049201489
    http://cprodweb.planejamento.gov.br/consulta_externa.asp?cmdCommand=Buscar&ProcCodProcedencia=1724952&ProtNumProtocolo=3000000297201413
    http://cprodweb.planejamento.gov.br/consulta_externa.asp?cmdCommand=Buscar&ProcCodProcedencia=89556&ProtNumProtocolo=3000000049201464
    http://cprodweb.planejamento.gov.br/consulta_externa.asp?cmdCommand=Buscar&ProcCodProcedencia=1724952&ProtNumProtocolo=3000006335201352

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só, alguns já parados desde janeiro voltaram a andar...

      Excluir
  7. Muito bem analisado Nara Luciano. Vamos acreditar. Vai dar certo!

    ResponderExcluir
  8. Muito bem analisado Nara Luciano. Vamos acreditar. Vai dar certo!

    ResponderExcluir
  9. Muito bem analisado Nara Luciano. Vamos acreditar. Vai dar certo!

    ResponderExcluir
  10. Creio que para contenção de despesas, melhor será a nomeação dos excedentes no lugar de realização de novo concurso.

    ResponderExcluir