Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Do facebook do deputado Amauri Teixeira - 1º de abril


17 comentários:

  1. Professor, será que teremos prova só depois das eleições?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professor tou estudando para o próximo concurso de técnico do INSS, e comprei seu livro esses dias (manual de direito previ.7º ed).É necessário mais algum material ou só o seu livro é suficiente???

      Excluir
  2. bem que o Alfacon afirmava com tanta certeza concurso para este ano.

    ResponderExcluir
  3. Retirado da página do deputado André Figueiredo:

    Reunião no Ministério do Planejamento

    Acompanhado dos deputados Roberto Santiago e Amauri Teixeira, entre outros, estive reunido com a ministra Miriam Belchior para tratar da situação dos excedentes aprovados do concurso do INSS.

    Apresentamos a ministra nossa preocupação com a proximidade do prazo fatal de 17 de abril, data que o concurso perde a validade.

    Lembramos a ministra que a nomeação dos excedentes atende não apenas ao anseio de 2.700 concursados - que investiram tempo, energia e recursos financeiros na preparação para o concurso -, mas, principalmente, qualifica o serviço público ao cidadão que mais precisa, o segurado do INSS. É de todos conhecido, a precariedade das agências do INSS em todo o Brasil pelo insuficiente número de funcionários.

    Infelizmente, a decisão do governo externada pela ministra Miriam Belchior, é de nomear apenas 300 concursados sob o argumento de que o contingenciamento do orçamento de 2014, anunciado no mês passado, congelou os recursos necessários para ampliar o número de nomeações.

    Fizemos apelos para que o Ministério do Planejamento reconsidere essa decisão para se, não nomear a totalidade dos 2.700 excedentes, que ao menos amplie ao máximo possível esse número pouquíssimo significativo de 300. A ministra ficou de avaliar essa hipótese, mas não assumiu qualquer compromisso.

    Falarei mais sobre o assunto, amanha, durante a reunião da Comissão de Trabalho.

    ResponderExcluir
  4. Governo FDP pra gastar 3X com Copa, com porto em Cuba, refinaria que só deu prejuízo...
    para nomear aprovados em concurso do INSS que tanta precisa existe escassez de funcionários e não esses números fajutos que inventaram. Essa é a consideração com a população brasileira, com concurseiros...

    ResponderExcluir
  5. É isso ae. Bola pra frente.

    ResponderExcluir
  6. 1qgh12[
    ]v ç´~














    OLHA A CARA DE RAPARIGA DESSA MINISTRA NA FOTO.
    POR FAVOR NÃO VOTEM NESSA GOVERNO QUE SÓ PENSA EM $$$$$$$$$$ PARA FINANCIAR A CAMPANHA.


    ResponderExcluir
  7. OLHA A CARA DE RAPARIGA DESSA MINISTRA NA FOTO.
    POR FAVOR NÃO VOTEM NESSA GOVERNO QUE SÓ PENSA EM $$$$$$$$$$ PARA FINANCIAR A CAMPANHA.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Agora é correr atras do prejuizo.
    Professor, que tal um mapa da mina para o novo concurso?
    Estamos enferrujados mas vamos q vamos...
    Estudar para nao sermos excedentes no proximo. \0/

    ResponderExcluir
  10. Serão apenas 300 nomeações e muitos desses nem vão assumir, prejudicando quem seria o próximo da lista. Tudo isso de caso pensado, realmente é revoltante!

    ResponderExcluir
  11. A informação de que muitos não devem assumir deve chegar aos Deputados que nos apoiam para que chegue ao Planejamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, vamos acordar para real. Não vai mudar mais nada. O concurso já está vencendo. Os q não assumirem, a vaga estará perdida, e não há nada a fazer.
      Não adianta ficar tentando esticar essa novela pq só nós perdemos com esse estica e puxa.

      Estou na torcida para entrar na lista, mas já estudando para outro concurso. Sou a 1ª do pólo e teve um q foi chamado q acredito q não assumirá. Tou na expectativa por essa vaguinha.

      Excluir