Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

"Outrora, os bens dos particulares constituíam o tesouro público; no entanto, nesse tempo, o tesouro público torna-se o patrimônio dos particulares."

Montesquieu (1869 — 1755), na obra "Do Espírito das Leis"

5 comentários:

  1. Êta ,professor!!!Isso é muito contemporâneo!Montesquieu parece que tá falando hoje!!!!!O senhor é bala!!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Professor HUGO POR FAVOR ME AJUDA NAS MINHAS DÚVIDAS. ELAINE MARIA PIRES


    Boa noite, Prof. Hugo! Sou uma de suas alunas no curso EAD DA CASA DO CONURSEIRO. Assistindo as aulas surgirão algumas dúvidas, as quais vou tentar explicá-las ao SENHOR Para que possa me esclarecer. 1º- É a respeito do SALÁRIO MATERNIDADE PARA SEGURADOS MASCULINOS. Com a nova lei os segurados do sexo masculino que adotar ou obtiver a guarda judicial para fins de adoção terá o direito de receber o salário maternidade por 120 dias, certo?! Mas nesse caso se sua esposa tbém for segurada será ela quem irá receber, certo? Não os dois. Agora, o Sr. Disse em aula que caso sua esposa venha a falecer durante o parto, seu marido terá direito ao recebimento do salário maternidade por todo o período ou pelo restante, certo? Mas neste caso ele não teria direito a pensão deixada por sua esposa segurada? Como fica isso, ele recebe a pensão e salário maternidade? E esse salário maternidade será pago por quem? Em nome de quem (NIT) do marido ou de sua esposa, no caso, o marido segurado receberá seu salário normal mais o salário maternidade em relação a sua esposa? Ele será pago pela previdência ou pela empresa onde a esposa trabalhava. E no final de tudo o marido ficará afastado do trabalho como acontece com as seguradas. Bom e essa uma de minhas dúvidas.

    2º- Próxima: a respeito da filiação; Sr disse em aula que a idade mínima para se filiar facultativamente na previdência segundo as Leis 8212/8213 é 16 anos de idade, certo? E segundo a constituição seria 14 anos (como uma exceção), como aprendiz, no caso como empregado, correto? Agora, caso tenha uma pergunta na prova dizendo deste modo: Qual a idade mínima para se filiar à previdência social. E as seguintes opções: a – 16 anos b- 14 anos c- 12 anos Qual seria a correta? Iria prevalecer o que diz a constituição (14 anos), pois ela e a Lei maior. Nesse caso não foi dito nada a respeito de segurado facultativo (16 anos) ou conforme as Leis 8212/8213. Como eu deveria responder.

    3º- última pergunta. Agora a respeito da filiação do segurado facultativo e de sua inscrição. O Sr. Disse que só acontecerá sua filiação após sua inscrição e o pagamento da 1º cont. sem atraso, certo. E relatou um fato para nós dizendo deste modo: caso o cabra vá ao INSS faça sua inscrição e sai do mesmo indo até a agência bancária para pagar sua contribuição e no percurso antes de chegar ao destino ele sofre um acidente e morre. Nesse caso os dependentes não terão direito a nada, pois ele ainda não era filiado, ou seja, não tinha vínculo. Nesse caso específico ele nunca havia contribuído, certo? Mas caso fosse desse modo: uma pessoa que já foi segurado durante algum tempo, vamos supor 10 anos ininterruptos, daí perde o emprego, nesse caso ele matem a qualidade de segurado, após perder o emprego, por 36 meses (Período de graça), certo? Aí ao final desse prazo ele faz sua inscrição como segurado facultativo, pois ele sabe da importância de se manter como segurado. Só que, para isso, após sua inscrição ele tem o prazo até o dia 15 para fazer o pagamento em dia e assim efetivar sua filiação, mas vamos supor que no dia 10 do mês, antes do dia do pagamento, ele morre, e seus dependentes vão ao INSS para pedir uma pensão. Nesse caso ele ainda não havia efetivado sua filiação, pois ele morreu antes,mas ele teria até o dia 15 para fazê-lo, porém não pode, não teve tempo, pois ele morreu antes. Sua família pode alegar nesses termos para que sua pensão seja deferida, já que a lei dá esse prazo e ele já havia sido segurado da previdência antes. E pelo fato narrado tudo indica que ele tinha a intenção de continuar como segurado. Obs: Parabéns pelas aulas são excelentes. Desde já agradeço, aguardo resposta. Elaine

    ResponderExcluir
  4. Professor HUGO POR FAVOR AJUDE-ME A ESCLARECER ESTAS MINHAS DÚVIDAS. ELAINE MARIA PIRES

    CURSO EAD CONCURSEIROS


    Boa noite, Prof. Hugo! Sou uma de suas alunas no curso EAD DA CASA DO CONURSEIRO. Assistindo as aulas surgirão algumas dúvidas, as quais vou tentar explicá-las ao SENHOR Para que possa me esclarecer. 1º- É a respeito do SALÁRIO MATERNIDADE PARA SEGURADOS MASCULINOS. Com a nova lei os segurados do sexo masculino que adotar ou obtiver a guarda judicial para fins de adoção terá o direito de receber o salário maternidade por 120 dias, certo?! Mas nesse caso se sua esposa tbém for segurada será ela quem irá receber, certo? Não os dois. Agora, o Sr. Disse em aula que caso sua esposa venha a falecer durante o parto, seu marido terá direito ao recebimento do salário maternidade por todo o período ou pelo restante, certo? Mas neste caso ele não teria direito a pensão deixada por sua esposa segurada? Como fica isso, ele recebe a pensão e salário maternidade? E esse salário maternidade será pago por quem? Em nome de quem (NIT) do marido ou de sua esposa, no caso, o marido segurado receberá seu salário normal mais o salário maternidade em relação a sua esposa? Ele será pago pela previdência ou pela empresa onde a esposa trabalhava. E no final de tudo o marido ficará afastado do trabalho como acontece com as seguradas. Bom e essa uma de minhas dúvidas.

    2º- Próxima: a respeito da filiação; Sr disse em aula que a idade mínima para se filiar facultativamente na previdência segundo as Leis 8212/8213 é 16 anos de idade, certo? E segundo a constituição seria 14 anos (como uma exceção), como aprendiz, no caso como empregado, correto? Agora, caso tenha uma pergunta na prova dizendo deste modo: Qual a idade mínima para se filiar à previdência social. E as seguintes opções: a – 16 anos b- 14 anos c- 12 anos Qual seria a correta? Iria prevalecer o que diz a constituição (14 anos), pois ela e a Lei maior. Nesse caso não foi dito nada a respeito de segurado facultativo (16 anos) ou conforme as Leis 8212/8213. Como eu deveria responder.

    3º- última pergunta. Agora a respeito da filiação do segurado facultativo e de sua inscrição. O Sr. Disse que só acontecerá sua filiação após sua inscrição e o pagamento da 1º cont. sem atraso, certo. E relatou um fato para nós dizendo deste modo: caso o cabra vá ao INSS faça sua inscrição e sai do mesmo indo até a agência bancária para pagar sua contribuição e no percurso antes de chegar ao destino ele sofre um acidente e morre. Nesse caso os dependentes não terão direito a nada, pois ele ainda não era filiado, ou seja, não tinha vínculo. Nesse caso específico ele nunca havia contribuído, certo? Mas caso fosse desse modo: uma pessoa que já foi segurado durante algum tempo, vamos supor 10 anos ininterruptos, daí perde o emprego, nesse caso ele matem a qualidade de segurado, após perder o emprego, por 36 meses (Período de graça), certo? Aí ao final desse prazo ele faz sua inscrição como segurado facultativo, pois ele sabe da importância de se manter como segurado. Só que, para isso, após sua inscrição ele tem o prazo até o dia 15 para fazer o pagamento em dia e assim efetivar sua filiação, mas vamos supor que no dia 10 do mês, antes do dia do pagamento, ele morre, e seus dependentes vão ao INSS para pedir uma pensão. Nesse caso ele ainda não havia efetivado sua filiação, pois ele morreu antes,mas ele teria até o dia 15 para fazê-lo, porém não pode, não teve tempo, pois ele morreu antes. Sua família pode alegar nesses termos para que sua pensão seja deferida, já que a lei dá esse prazo e ele já havia sido segurado da previdência antes. E pelo fato narrado tudo indica que ele tinha a intenção de continuar como segurado. Obs: Parabéns pelas aulas são excelentes. Desde já agradeço, aguardo resposta. Elaine

    ResponderExcluir
  5. PROFESSOR HUGO POR FAVOR AJUDE-ME A ESCLARECER ESTAS MINHAS DÚVIDAS. ELAINE MARIA PIRES

    CURSO EAD CASA DO CONCURSEIRO.


    Boa noite, Prof. Hugo! Sou uma de suas alunas no curso EAD DA CASA DO CONURSEIRO. Assistindo as aulas surgirão algumas dúvidas, as quais vou tentar explicá-las ao SENHOR Para que possa me esclarecer. 1º- É a respeito do SALÁRIO MATERNIDADE PARA SEGURADOS MASCULINOS. Com a nova lei os segurados do sexo masculino que adotar ou obtiver a guarda judicial para fins de adoção terá o direito de receber o salário maternidade por 120 dias, certo?! Mas nesse caso se sua esposa tbém for segurada será ela quem irá receber, certo? Não os dois. Agora, o Sr. Disse em aula que caso sua esposa venha a falecer durante o parto, seu marido terá direito ao recebimento do salário maternidade por todo o período ou pelo restante, certo? Mas neste caso ele não teria direito a pensão deixada por sua esposa segurada? Como fica isso, ele recebe a pensão e salário maternidade? E esse salário maternidade será pago por quem? Em nome de quem (NIT) do marido ou de sua esposa, no caso, o marido segurado receberá seu salário normal mais o salário maternidade em relação a sua esposa? Ele será pago pela previdência ou pela empresa onde a esposa trabalhava. E no final de tudo o marido ficará afastado do trabalho como acontece com as seguradas. Bom e essa uma de minhas dúvidas.

    2º- Próxima: a respeito da filiação; Sr disse em aula que a idade mínima para se filiar facultativamente na previdência segundo as Leis 8212/8213 é 16 anos de idade, certo? E segundo a constituição seria 14 anos (como uma exceção), como aprendiz, no caso como empregado, correto? Agora, caso tenha uma pergunta na prova dizendo deste modo: Qual a idade mínima para se filiar à previdência social. E as seguintes opções: a – 16 anos b- 14 anos c- 12 anos Qual seria a correta? Iria prevalecer o que diz a constituição (14 anos), pois ela e a Lei maior. Nesse caso não foi dito nada a respeito de segurado facultativo (16 anos) ou conforme as Leis 8212/8213. Como eu deveria responder.

    3º- última pergunta. Agora a respeito da filiação do segurado facultativo e de sua inscrição. O Sr. Disse que só acontecerá sua filiação após sua inscrição e o pagamento da 1º cont. sem atraso, certo. E relatou um fato para nós dizendo deste modo: caso o cabra vá ao INSS faça sua inscrição e sai do mesmo indo até a agência bancária para pagar sua contribuição e no percurso antes de chegar ao destino ele sofre um acidente e morre. Nesse caso os dependentes não terão direito a nada, pois ele ainda não era filiado, ou seja, não tinha vínculo. Nesse caso específico ele nunca havia contribuído, certo? Mas caso fosse desse modo: uma pessoa que já foi segurado durante algum tempo, vamos supor 10 anos ininterruptos, daí perde o emprego, nesse caso ele matem a qualidade de segurado, após perder o emprego, por 36 meses (Período de graça), certo? Aí ao final desse prazo ele faz sua inscrição como segurado facultativo, pois ele sabe da importância de se manter como segurado. Só que, para isso, após sua inscrição ele tem o prazo até o dia 15 para fazer o pagamento em dia e assim efetivar sua filiação, mas vamos supor que no dia 10 do mês, antes do dia do pagamento, ele morre, e seus dependentes vão ao INSS para pedir uma pensão. Nesse caso ele ainda não havia efetivado sua filiação, pois ele morreu antes,mas ele teria até o dia 15 para fazê-lo, porém não pode, não teve tempo, pois ele morreu antes. Sua família pode alegar nesses termos para que sua pensão seja deferida, já que a lei dá esse prazo e ele já havia sido segurado da previdência antes. E pelo fato narrado tudo indica que ele tinha a intenção de continuar como segurado. Obs: Parabéns pelas aulas são excelentes. Desde já agradeço, aguardo resposta. Elaine

    ResponderExcluir