Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Questões elaboradas pelo Prof. Hugo Goes - Nº 42

42. (Hugo Goes – 2014) Onofre trabalhou durante 22 anos, de forma permanente, não ocasional nem intermitente, sujeito a condições especiais prejudiciais a saúde ou a integridade física. Nos primeiros 5 anos, a atividade desenvolvida pelo segurado dava direito à aposentadoria especial aos 15 anos de contribuição. Nos 17 anos seguintes, a atividade dava direito à aposentadoria especial aos 25 anos de contribuição. Nesse caso,
(A) Onofre ainda tem de trabalhar mais 3 anos para adquirir direito à aposentadoria especial.
(B) Onofre já tem direito à aposentadoria especial, cuja renda mensal inicial será 100% da média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a oitenta por cento de todo o período contributivo, multiplicada pelo fator previdenciário.
(C) Onofre já tem direito à aposentadoria especial, cuja renda mensal inicial será 100% da média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a 80% de todo o período contributivo decorrido desde a competência julho de 1994.
(D) Onofre já tem direito à aposentadoria especial, cuja renda mensal inicial será 80% da média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a 100% de todo o período contributivo.
(E) Para adquirir o direito de se aposentar, Onofre ainda tem de trabalhar mais 13 anos.

Gabarito: C

MAIS QUESTÕES

37 comentários:

  1. Boa questão! Estou em dúvida mas vou na Letra C

    ResponderExcluir
  2. vamos que vamos letra C excelente questao professor

    ResponderExcluir
  3. 5x35/15 = 11,66
    17x35/25 = 23,8

    11,66+23,8 = 35,46 anos

    Resp. C

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não bem esse cálculo ai, pois nessa conta seria uma aposentadoria por tempo de contribuição e teria que haver a multiplicação pelo fator previdenciário.
      Vc tem que converter os 5 anos de trabalho q dão direito a uma aposentadoria de 15 anos para quantos anos daria em uma aposentadoria de 25, ou seja esses 5 anos correspondem a 8,33 anos da aposentadoria especial de 25 anos. no final ele tem 25,33 anos de contribuição para a aposentadoria especial de 25 anos.

      Excluir
    2. É verdade Dionaton!!! apesar de ter acertado na alternativa, errei na fórmula do cálculo. Seria então assim:
      5 x 25 / 15 = 8,33
      8,33 + 17 = 25,33 anos
      Muito obrigado pelo toque,e bons estudos!!!!

      Excluir
  4. A- Bom dia,professor!Deis te abençoe!

    ResponderExcluir
  5. Vixe,Maria!É letra "C"! os 5 anos se convertem em 8!Tinha feito a conta errado!!!

    ResponderExcluir

  6. Prof. Hugo Goes, quando a divisão não der exata é o algarismo após a vírgula for maior que cinco ou igual a cinco (5) eu arredondo para cima ou não?

    5 ----------- 15
    X ------------25
    X=25*5/15
    X=125/15
    X=8, 333
    Nesse caso, eu arredondo para baixo ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 8,333 anos correspondem, aproximadamente, a 8 anos e 4 meses.

      Excluir
    2. 8,333 anos = 8 anos, 3 meses e 29 dias.

      Excluir
    3. Obrigada, Prof. Hugo, pela explicação.

      Excluir
  7. Letra C e vamos q vamos... MESTRE HUGO VC É O CARA... DEUS Muito obrigado por colocar no mundo pessoas como o mestre Hugo...

    ResponderExcluir
  8. UM PROFESSOR QUE USA DO SEU DIA DE DESCAÇO PARA TIRAR DUVIDAS DE ALUNOS, NÃO É PARA QUALQUER UM, OBRIGADO PROFESSOR.

    ResponderExcluir
  9. letra C, convertendo os 5 anos já mata a questão, pois dá 25 anos e quatro meses e para este tipo de aposentadoria, de modo habitual e permanente, precisa trabalhar em todas as atividades em regime de redução. Os 5 anos já se transforma em 8 anos e 4 meses, mais 17 anos na atividade para aposentadoria aos 25 anos,, total 25 anos e 4 meses. Obrigada professor por nos ajudar. Deus te abençoe sempre!

    ResponderExcluir
  10. letra C de aprovaçao ! quando trabalhei tercerizado no inss eu fazia esse calculo facil facil , hoje depois de 4 anos estou enferrujado kkkkk , até porque na nossa prova nivél medio com certeza nao cairá esses calculos , todavia , muito bom lembrar de tudo isso , valeu HUGO !

    ResponderExcluir
  11. Professor, assim que o senhor tiver um tempinho, seria possível colocar uma questão que falasse sobre o ajuste de uma pensão por morte "pro rata" para efeitos de cálculos com base da DIB, e não na DIP? Como seria esse "pro rata"?

    ResponderExcluir
  12. Tenho material completo e atualizado concurso inss! contato: flaviomaialopes@ig.com.br

    ResponderExcluir
  13. gab C

    5 anos em 15 equivale a 8,333 para 25

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Questão contempla conversão de Tempo Especial.

    Veja art. 66 RPS.

    Tempo a Converter/ Multiplicadores

    ............................Para 15...... Para 20....... Para 25
    De 15 anos ..............-.............. 1,33............ 1,67
    De 20 anos............. 0,75 ............- ...............1,25
    De 25 anos............. 0,60...........0,80............... -

    5 x 1,67 = 8,33

    8,33 + 17 = 25,33 Tempo de Contribuição

    RMI = 100% SB ( não incide fator previdenciário)

    Outra curiosidade é que desde 1994 que o CNIS é atualizado, antes disso o INSS não tem registro.

    Bons Estudos !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grupo de Estudos..

      Concurso INSS 2014 - 2015 Gex. São João da Boa Vista

      https://www.facebook.com/groups/257344544466461/

      Excluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir