Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Questões FGV - Nº 9

9. (FGV – Auditor do TCM-RJ - 2008) Quanto à concessão de benefícios, assinale a afirmativa incorreta.
(A) O salário de benefício consiste na média aritmética simples dos maiores salários de contribuição correspondentes a oitenta por cento de todo o período contributivo. No caso da aposentadoria por tempo de contribuição, a média apurada será multiplicada pelo fator previdenciário, compulsoriamente.
(B) Uma vez calculado o salário de benefício, aplica-se o percentual correspondente à renda mensal, que varia conforme o benefício requerido. A renda mensal do benefício de prestação continuada que substituir o salário de contribuição ou o rendimento do trabalho do segurado não poderá ser inferior ao salário-mínimo nem superior ao limite máximo, salvo direito adquirido.
(C) Todos os benefícios da Previdência Social são concedidos sempre que implementados dois requisitos: a carência e a situação geradora do benefício, também chamada de risco social. Assim, por exemplo, tratando-se de aposentadoria por idade, o segurado deve ter, no mínimo, sessenta e cinco anos ou, sendo do sexo feminino, sessenta anos de idade, com carência de cento e oitenta contribuições.
(D) Fator previdenciário é um índice multiplicador do salário de benefício, que leva em consideração, no seu cálculo, a idade do segurado, o tempo de contribuição, a expectativa de sobrevida no momento da aposentadoria, conforme tabelas construídas pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Dessa forma, quanto mais tempo o segurado presumivelmente receberá aposentadoria, menor será a renda mensal do seu benefício.
(E) O salário-maternidade da segurada empregada é benefício que não se sujeita à apuração do salário de benefício nem ao limite máximo dos benefícios. Sua renda mensal consiste num valor igual à sua remuneração.


Gabarito: C

MAIS QUESTÕES

45 comentários:

  1. C-Bom dia ,professor!Deus te abençoe!!!!!

    ResponderExcluir
  2. C-Bom dia ,professor!Deus te abençoe!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Letra C , pois nem todo benefício previdenciário exige carência.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Era a Incorreta.. ¬¬.. é a C mesmo.. pois não são todos os benefícios que dependem de carência..

    ResponderExcluir
  6. Bom dia! podem me dizer qual erro q tem na alternativa C?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não são todos os benefícios que exigem carência. Auxílio-doença, auxilio acidente quando o empregado se acidentar trabalhando na empresa ou quando houver doença profissional, por exemplo

      Excluir
    3. pensao por morte e auxilio reclusao

      Excluir
  7. Letra c. Tive q reler a questão p descobrir o erro.

    ResponderExcluir
  8. C, mas fiquei em duvida com a letra B, acho agora que entendi, alguem poderia me explicar porque o beneficio substitui o SC? pois eu achava q era apenas o rendimento do trabalhador

    ResponderExcluir
  9. Prof, Bom dia... podes por favor, comentar a questão do TRF 4ª região, prova do dia 27/07/14.

    O motorista da empresa Della S/A chocou seu veículo contra um automóvel particular da família Santos, tendo lhe causado
    ferimentos e afastamento do serviço. A cuidadora de criança, que estava sentada no banco traseiro do veículo particular da família
    Santos também se feriu no acidente. O motorista e a cuidadora de crianças requerem à autarquia previdenciária, o benefício do
    acidente de trabalho. Neste caso,
    (A) somente o motorista tem direito ao benefício, pois é empregado da empresa Della.
    (B) a cuidadora de criança tem direito apenas ao benefício da assistência social.
    (C) ambos, o motorista e a cuidadora de criança têm direito ao benefício pois são segurados obrigatórios da Previdência Social.
    (D) ambos, o motorista e a cuidadora de criança têm direito ao benefício pois o acidente foi enquadrado como sendo por culpa
    recíproca.
    (E) somente a cuidadora de criança tem direito ao benefício, pois está a serviço de uma família.

    Gabarito: A (não entendi por que a letra C está incorreta!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cuidadora de criança é empregada doméstica e essa categoria de segurado AINDA não tem direito ao auxilio acidente, só tem direito o empregado, trabalhador avulso e o especial.

      Excluir
    2. Letra (A) O benefício do acidente do trabalho não é devido ao empregado doméstico. O acidente ocorrido no desempenho das funções do empregado doméstico dá direito à percepção do benefício previdenciário do auxílio-doença.
      Para fazer jus ao benefício do auxílio-doença, é necessário que o segurado empregado doméstico tenha cumprido um mínimo de 12 contribuições mensais, sem interrupção, que determine a perda da qualidade de segurado.
      O auxílio-doença para o empregado doméstico é contado do início da incapacidade ou, a contar da data da entrada do requerimento, quando requerido após o 30° dia do afastamento da atividade.

      Excluir
    3. No meu ponto de vista essa questão está mal formulada, porque na verdade não existe um beneficio que se chame BENEFICIO DO ACIDENTE DE TRABALHO. Na verdade existem benefícios decorrentes de acidente de trabalho, que são, o auxilio doença, a aposentadoria por invalidez, e o auxilio acidente.
      No caso da questão, o examinador dando como gabarito, a letra A, teve a intensão de saber qual dos segurados teria direito ao auxilio acidente, mas em nenhum momento apresentou os requisitos necessários que dão direito a esse beneficio, nem fez a pergunta diretamente ( quem tem direito ao auxilio acidente?).
      Concordo com Dayse, pois acho que a menos errada é a letra C,embora também faltasse dizer se o afastamento foi por mais de 15 dias. O certo mesmo seria anular a questão!!! muito malfeita!!!

      Excluir
    4. Também acho que a questão está bem formulada, pois o enunciado deveria ter deixado claro qual benefício eles pleitearam, pois se foi o auxilio-doença os dois tem direito ao referido benefício na situação do enunciado. Mas se foi o auxilio-acidente, realmente somente o motorista da empresa Della/SA tem direito ao referido benefício, pois empregado domestico não tem direito ao auxilio-acidente.

      Excluir
    5. acidente do trabalho: é um dos fatos geradores de auxilio doença e aposentadoria por invalidez, e neste caso, nao necessita de carencia (por exemplo, acidente do trabalho, doença do trabalho e acidente qulquer, nao tem carencia, em outros caso carencia 12meses). No enunciado fala no beneficio acidente do trabalho, q nao existe. Poderia ser auxilio acidente, mas após a consolidação das lesões, e antes disso, seria correto os dois receberem aulixio doença. Após isso apenas o empregado receberia o auxilio acidente, mas após cessar o AD, e somente ficando lesões que diminuam sua capacidade laborativa. Questão Mau elaborada e ANULADA

      Excluir
    6. joseorlando, wbzr e douglas concordo tambem com voces.

      Excluir
    7. Digo, a questão não está bem formulada.

      Excluir
    8. Art. 346 § 1º Será devido o benefício de auxílio-doença decorrente de acidente do trabalho ao segurado empregado, exceto o doméstico, trabalhador avulso e segurado especial.(Instrução Normativa) Letra "A"Correta

      Excluir
  10. Letra (C), nem todos os benefícios...

    ResponderExcluir
  11. Não lembro de ter visto na essa situação geradora do beneficio chamada de risco social da forma como está expresso na opção C!

    ResponderExcluir
  12. Aproveitar para dizer ao Prof. Hugo goes que recebi dois livros de sua autoria, fiz a compra pelo através deste blog na Livraria Concursar. Também estou acompanhando suas pela Casa do Concurseiro. Acho muito proveitoso suas aulas , por isso comprei Manual e Questões FCC de 2014. Também gostaria de saber se tem como fazer perguntas através deste blog ao professor referido ? Grato!

    ResponderExcluir
  13. Vou de letra 'C".
    Embora tenha ficado em dúvida na letra d, mas depois vi que a letra d estava correta, pois quanto mais cedo o segurado for requerer tal benefício menor será sua RMI, isso por causa do malévolo FP.

    ResponderExcluir
  14. (B) Uma vez calculado o salário de benefício, aplica-se o percentual correspondente à renda mensal, que varia conforme o benefício requerido. A renda mensal do benefício de prestação continuada que substituir o salário de contribuição ou o rendimento do trabalho do segurado não poderá ser inferior ao salário-mínimo nem superior ao limite máximo, salvo direito adquirido

    Salvo direito adquirido?? Não entendi! Alguém pode explicar??

    ResponderExcluir
  15. Fiquei entre a B e a C pois salario maternidade não respeita o limite máximo e a C alem da carência tem a questão de quem se filiou antes de 91que tem a carência em tempo menor até 2010 que era 174 contribuições não tem 2 respostas essa questão por favor onde estou equivocado

    ResponderExcluir