Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Publicadas as Medidas Provisórias (664 e 665) que retiram direitos previdenciários e trabalhistas dos trabalhadores brasileiros

Clique aqui para ler o texto da MEDIDA PROVISÓRIA Nº 664, que altera as Leis nº 8.213/91 e 8.112/90

Clique aqui para ler o texto da MEDIDA PROVISÓRIA Nº 665, Altera a Lei no 7.998/90, que regula o Programa do Seguro-Desemprego, o Abono Salarial e altera a Lei no 10.779, de 25 de novembro de 2003, que dispõe sobre o seguro desemprego para o pescador artesanal.

20 comentários:

  1. Profssor Hugo, nós que estamos estudando para o próximo concurso do INSS, somente devemos considerar as alterações feitas por tal medida provisória, caso ela seja aprovada em 120 dias e venha a ser exgida no previsto edital, correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. professor Hugo? alguém?

      Excluir
    2. Professor Hugo? Minha dúvida é exatamente esta tbm....

      Excluir
    3. Professor Hugo? Minha dúvida é exatamente esta tbm....

      Excluir
  2. Pelo visto, a partir de agora o INSS também terá a atribuição de recepcionar e analisar os requerimentos de seguro desemprego, durante o período de defeso, ao pescador artesanal. Antes tal atribuição era do MTE.

    ResponderExcluir
  3. já pode considerar essas regras para fins de concurso?
    Ou ainda é necessário esperar alguma aprovação ou algo do tipo?

    ResponderExcluir
  4. Professor Hugo, devemos considerar as alterações feitas por tal medida provisória, caso ela seja aprovada em 120 dias já para esse concurso de 2015?

    ResponderExcluir
  5. Prof o Sr disponibilizará aulas referente as novas mudanças? Se o fizer me avise por email tenho interesse em adquirir as aulas!
    Essas mudanças no direito previdenciário e trabalhista começa a valer com 60 dias segundo a reportagem do JN é isso mesmo?
    Quero retorno estou apreensiva..
    Um bom dia à todos.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Professor, duas dúvidas:

    1_como candidato a concurso do INSS: só podemos considerar as novas regras para efeito de prova após a aprovação pelo congresso em 120 dias?

    2_como possível beneficiário e como segurado com dependentes: na sua opinião o congresso irá aprovar as medidas? Eles podem aprovar apenas em parte e/ou podem solicitar alterações nos textos, realizar veto etc?

    ResponderExcluir
  8. Professor, se possível, faz por favor um pequeno vídeo comentando essas mudanças no que se refere a aplicação destas para fins do concurso do INSS. Um abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria muito legal mesmo se o professor pudesse fazer esses comentários segundo a disponibilidade dele...

      Excluir
  9. Só no segundo semestre pessoal, até resolverem isso no congresso.

    ResponderExcluir
  10. Professor o senhor acredita que essas alterações vão ser cobradas no próximo edital do INSS. Abraço e fique com deus!

    ResponderExcluir
  11. Professor o Auxilio Reclusao também terá carência de 24 contribuições?

    ResponderExcluir
  12. Verdadeiro estelionato eleitoral! Acusava Aécio de retirar direitos, no entanto adotou a sem menor pudor a agenda liberal da direita!

    ResponderExcluir
  13. Professor dê um paracer sobre o tema
    Achei um retrocesso éo senhor?

    ResponderExcluir
  14. Será que previdência poderá ser chadmada de seguridade social

    ResponderExcluir
  15. Professor Hugo Goes as alterações da MP 664 referentes à pensão por morte e outras mudanças não seriam consideradas inconstitucionais, em virtude da violação aos princípios da proibição do retrocesso social e da universalidade de cobertura?

    E supondo que o edital seja publicado depois do dia 1° de março as referentes mudanças serão impostas a efeito de prova ?

    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir