Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Questões FCC - Nº 198

198. (FCC - 2012 - TRT - 1ª REGIÃO RJ) Os empregados em gozo de auxílio-doença estão obrigados a se submeter a
a) exame médico-pericial a cargo da Previdência Social até os 55 (cinquenta e cinco) anos de idade.
b) tratamento médico dispensado oficial e gratuitamente, exceto o cirúrgico e a transfusão sanguínea, que são facultativos.
c) processo de reabilitação profissional prescrito e custeado pela empregadora.
d) exame médico a cargo da empregadora, ao menos a cada semestre de afastamento do trabalho.
e) desconto da respectiva contribuição previdenciária incidente sobre o valor do benefício mensal.



Gabarito: B

MAIS QUESTÕES

45 comentários:

  1. Respostas
    1. Soraia! questão por ti postada. Letra B

      Excluir
    2. Não fui eu, Francisco, mas o gabarito é "B" mesmo, o Rafael Brito, se não me engano, já havia postado essa questão. É muito legal essa questão. Um abraço.

      Excluir
  2. Letra B.
    Um bom domingo a essa galera batalhadora que ao invés de estar curtindo sacrifica seu tempo, família, lazer e muitas outras coisas para obterem um lugar ao sol. Que Deus seja a luz de todos os merecedores naquele grande dia. Vlw

    ResponderExcluir
  3. 43. Joana trabalhou como empregada rural de janeiro de 1978
    a dezembro de 1979. Ela foi, também, escrevente do Poder
    Judiciário do Estado de São Paulo de janeiro de 1980
    a janeiro de 1982, com regime próprio de previdência
    social. De janeiro de 1983 até janeiro de 2011 trabalhou
    no serviço público federal ao mesmo tempo em que
    ministrava aulas como professora em faculdade particular,
    regida pela CLT. Joana completou 60 anos em janeiro de
    2011. Nessa situação, Joana
    (A) poderá computar no Regime Geral de Previdência
    Social tanto o período exercido como professora como
    o do serviço público federal.
    (B) não poderá computar o tempo de serviço como escrevente
    do Poder Judiciário do Estado de São Paulo.
    (C) não poderá receber aposentadoria por dois regimes
    previdenciários.
    (D) poderá receber aposentadoria por idade no Regime
    Geral de Previdência Social e aposentadoria por outro
    regime previdenciário.
    (E) não poderá computar o tempo de contribuição como
    empregada rural.

    ResponderExcluir
  4. 43. Joana trabalhou como empregada rural de janeiro de 1978
    a dezembro de 1979. Ela foi, também, escrevente do Poder
    Judiciário do Estado de São Paulo de janeiro de 1980
    a janeiro de 1982, com regime próprio de previdência
    social. De janeiro de 1983 até janeiro de 2011 trabalhou
    no serviço público federal ao mesmo tempo em que
    ministrava aulas como professora em faculdade particular,
    regida pela CLT. Joana completou 60 anos em janeiro de
    2011. Nessa situação, Joana
    (A) poderá computar no Regime Geral de Previdência
    Social tanto o período exercido como professora como
    o do serviço público federal.
    (B) não poderá computar o tempo de serviço como escrevente
    do Poder Judiciário do Estado de São Paulo.
    (C) não poderá receber aposentadoria por dois regimes
    previdenciários.
    (D) poderá receber aposentadoria por idade no Regime
    Geral de Previdência Social e aposentadoria por outro
    regime previdenciário.
    (E) não poderá computar o tempo de contribuição como
    empregada rural.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Letra "D". Joana atende aos dois requisitos, quais sejam, 60 anos e mais de 180 contribuições como professora, para requerer sua aposentadoria por idade no RGPS. E ainda, pode requerer aposentadoria no RPPS somando o período que contribuiu como segurada especial, como escrevente e como servidora federal( 2+2+28).

      Excluir
  5. letra B correta
    letra a está errada, pois auxílio doença não tem limite de idade para exame

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir