Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Questões FCC - Nº 243

243. (FCC - 2012 - TRF - 2ª REGIÃO) De acordo com a Lei nº 8.213/1991, a concessão da pensão por morte e do auxílio reclusão
a) dependem do período de carência de 6 meses.
b) dependem do período de carência de 12 meses.
c) dependem do período de carência de 12 e 3 meses, respectivamente.
d) dependem do período de carência de 3 e 12 meses, respectivamente.
e) independem de carência.



Gabarito: E

MAIS QUESTÕES

65 comentários:

  1. Respostas
    1. Madrugou no foi?
      Está estudando pela "culatra" né?

      Excluir
    2. Um salvo para os conterrâneos do MA....

      Excluir
  2. Na época em que a questão foi formulada a resposta seria letra E!
    Hoje com a nova EC a pensao por morte depende de carência .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia!

      8.213, art.80 - O auxílio-reclusão será devido, nas mesmas condições da pensão por morte, ou seja, no entendimento de Hugo Goes, também depende de carência. Interessante, pois se aquele é na mesma condição deste, segundo o artigo, faz sentido.

      Excluir
    2. WILSON LOPES. e como fica a nova regra da pensão por morte conforme a MP 644?
      A carência é 24 meses. Qual a excessão?

      Excluir
  3. Respostas
    1. OI, você poderia tirar uma dúvida! caso vc tenha o livro Manual dir prev de Hugo Gois 8ºed, pag 500, questões 164 e 165, como vc resolveria??? obrigada

      Excluir
  4. Em 2012, seria letra E. Com a MP 664 em vigor, não teríamos resposta certa. Pelo entendimento da Medida provisória a carência para os dois benefícios seria de 24 contribuições mensais.

    ResponderExcluir
  5. E - Em 2012. Mas se fosse hoje a carência é de 24 meses, como algumas exceções que não exige carencia

    ResponderExcluir
  6. E.
    Com a legislação atual é exigida 24 meses, exceto se o segurado não for acometido de acidente de trabalho

    ResponderExcluir
  7. olá bom dia pessoal, alguem sabe a diferença entre adicional de 1, 2 e 3% para adicional de 6, 9, 12% para empregados e trabalhadores avulsos, eu entendi que um é para financiar acidente de trabalho o outro para aposentadoria especial é correto isso? desde já obg!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vinicius. É isso mesmo. Os adicionais de 1, 2 e 3% referem-se ao RAT (Risco Acidente de Trabalho). Já os adicionais de 6, 9 ou 12% cabem às empresas cujas atividades possam ensejar aposentadoria especial de 25, 20 ou 15 anos respectivamente. Lembrando que, se a empresa contratar cooperativa de trabalho, essas alíquotas serão de 5, 7 ou 9%. Bons estudos!

      Excluir
    2. entedi, obrigado meu amigo!

      Excluir
    3. É isso ai Augusto. Parabéns por responder a pergunta do Vinicius. É desse modo que construimos um espaço rico em conhecimento.

      Excluir
  8. E, mas se for mesmo aprovado a MP664, muda essa regra não é pessoal..?

    ResponderExcluir
  9. Letra E, se fosse considerar a nova legislação não seria nenhuma das alternativas

    ResponderExcluir
  10. E

    Acho q auxílio-acidente, auxílio-reclusão, salário família e pensão por morte não tem carência.

    ResponderExcluir
  11. E No entanto, se fosse hoje não teria opção correta nesta alternativa!

    ResponderExcluir
  12. E No entanto, se fosse hoje não teria opção correta nesta alternativa!

    ResponderExcluir
  13. E, e essa MP664 aí? quando vai sair do muro da incerteza de virar Lei?

    ResponderExcluir
  14. Seria letra "E", mais é importante lembrar que a MP664 está valendo desde o dia 01/03, a mesma trás carência de 24 meses para pensão por morte.

    ResponderExcluir
  15. LETRA E, SE FOSSE HOJE EM REGRA SERIA 24 CONTRIBUIÇÕES MENSAIS.

    ResponderExcluir
  16. A Lei 13.135, de 17 de junho de 2015, restabeleceu a dispensa de carência para a pensão por morte, conforme consta na redação atual do art. 26, I, da Lei 8.213/91.

    ResponderExcluir