Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Valores previdenciários válidos para o ano de 2016

Item
Valor
Limite máximo do salário de contribuição
R$5.189,82
Salário mínimo
R$880,00
Índice de reajuste dos benefícios do RGPS
11,28%
Segurado de baixa renda, para fins de concessão de salário-família e auxílio-reclusão
Aquele que tem salário de contribuição menor ou igual a R$1.212,64
Valor da cota de salário-família
R$ 41,37
Para o segurado com remuneração mensal não superior a R$806,80
R$ 29,16
Para o segurado com remuneração mensal superior a R$806,80 e igual ou inferior a R$1.212,64
Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso,
Até 1.556,94
8%
de 1.556,95 até 2.594,92
9%
de 2.594,93 até 5.189,82
11%

Os valores acima foram estabelecidos pela Portaria Interministerial MTPS-MF nº 1, de 08/01/2016.

69 comentários:

  1. Muito bom, obrigado professor.

    ResponderExcluir
  2. Em quais valores devemos nos basear, ja que o edital do concurso do inss foi publicado ano passado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai depender do comando dado pela questão. Se, por exemplo, a questão fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de janeiro de 2016, você deve adotar o novo teto.

      Se fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de dezembro de 2015, recolhida no dia 20/01/2016, adote a tabela de 2015.

      Aqui, não se trata de mudança na legislação, mas apenas de reajuste anual previsto em lei.

      Excluir
  3. Esses valores não serão válidos p nosso concurso devido o Edital ter sido publicado antes da alteração. Estou certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai depender do comando dado pela questão. Se, por exemplo, a questão fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de janeiro de 2016, você deve adotar o novo teto.

      Se fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de dezembro de 2015, recolhida no dia 20/01/2016, adote a tabela de 2015.

      Aqui, não se trata de mudança na legislação, mas apenas de reajuste anual previsto em lei.

      Excluir
    2. obrigada prof. Você é top <3

      Excluir
  4. Esses valores não serão válidos p nosso concurso devido o Edital ter sido publicado antes da alteração. Estou certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai depender do comando dado pela questão. Se, por exemplo, a questão fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de janeiro de 2016, você deve adotar o novo teto.

      Se fizer referência a uma contribuição previdenciária do mês de dezembro de 2015, recolhida no dia 20/01/2016, adote a tabela de 2015.

      Aqui, não se trata de mudança na legislação, mas apenas de reajuste anual previsto em lei.

      Excluir
    2. Professor, seguindo essa linha de raciocínio. Caso seja cobrado uma contribuição previdenciária do mês de dezembro do ano de 2014, por exemplo, então deveremos adotar o valor teto correspondentes àquele ano?

      Excluir
    3. Óbvio, claro, evidente, público e notório. Contribuem com o professor, aproveitem as perguntas pertinentes aqui feitas que ele responder e não pensem ele é desocupado. Sério. Isso é tão óbvio pelo que ele falou aí, só falta depois vir um perguntar de 2013, depois outro de 2012, como se isso fosse cair na prova e como se isso não fosse facilmente previsível através da resposta dele.

      Excluir
    4. Boa , Ana! Pessoal sem noção.

      Excluir
  5. Professor, é devido auxílio acidente a cargo da previdência social mesmo nos casos de culpa exclusiva da vítima? Vi algo sobre isso em uma questão do cespe/2008/PGE-CE, mas não encontrei nada nos livros. Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, isso não se aplica neste caso isso é para a responsabilidade cívil do Estado. Abraços e bons estudos.

      Excluir
  6. Professor.
    Mas se a questão não fizer menção ao ano? Qual valor de salário mínimo adotar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho k a tabela nova, mas acho difícil não mencionar a competência.

      Excluir
    2. Acho k a tabela nova, mas acho difícil não mencionar a competência.

      Excluir
  7. Respostas
    1. Do you study , brazilian social security law ?

      Excluir
    2. - Têm quantas vagas pra GEx do Vieatinam ???
      - Họ có nhiều vị trí tuyển cho Gex các Vieatinam ???

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkk.Nem pensava em rir tanto.

      Excluir
  8. Professor, gostaria de saber como responder a uma questao hipotetica que trabalhe com a contribuição do inciso IV do art 22 da lei 8112. Tenho o seu curso de previdenciario do SOINSS, e la o sr diz pra seguir o comando da questao. Porem o seu filho em uma postagem recente mencionou que nao vai cair Jurisprudencias na prova. E ai. A contribuição de 15% paga pela empresa sobre o valor da NFS emitida por cooperativa de trabalho que lhe preste serviço, Estará correta na prova por se tratar de texto de lei???

    ResponderExcluir
  9. Ajude-me por favor! Dá um help ai vai rs....eu sigo o senhor e o Leon em tudo, livros, vídeo aula e questões, mas até agora, mesmo com a atualização/revisão que o senhor fez no SÓ INSS, eu to sem entender o que valerá para a prova em relação ao inciso IV, §2º do art. 77 da lei 8213/91 (cessação do pagamento da cota individual), pois em relação às pessoas com deficiência grave, já entrou em vigor em 15 de dezembro de 2015. Ajude-me por favor a entender isto. Obrigado de coração mesmo.
    Ou alguma alma caridosa aqui presente para me ajudar....valeu galera!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel, boa tarde, se procurar nas publicações anteriores verá que o Professor deixou um esclarecimento a respeito do assunto o qual já esta pacificado. A Emancipação não é causa da parte da cota individual de pensão por morte e reclusão, esse é o entendimento a ser levado para a prova. Bons estudos!

      Excluir
    2. Só complementando o que a colega Maiula Penha falou, A Emancipação não é causa de cessação da cota individual da pensão por morte, mas a Emancipação é causa para a perda da qualidade de segurado. O ilustre Professor Hugo Goes mostra isso muito bem esse assunto na revisão do curso da Casa do Concurseiro. Espero ter ajudado!

      Excluir
  10. Professor escutei um pessoal falar que no concurso de Tecnico irá cair as mudanças que ocorrerem na legislação até a DATA DA PROVA e não até a data da publicação do edital , gostaria que o senhor me esclarecesse essa questão . Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  11. Ilustre professor,com respeito ao seu manual de direito previdenciário 11ª edição, existe alguma atualização que não vai ser cobrada na prova, tendo em vista que só cairá a legislação em vigor até a data de publicação do edital? É primordial termos essa informação, principalmente por que vai ser um concurso disputado questão a questão, então temos de está cientes do que realmente vai ser cobrado.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. A Pergunta anterior é a respeito do cargo de Técnico professor.

    ResponderExcluir
  14. Para quem quer se dar bem mesmo e conhecer profundo a banca CESPE. E facilitar tudo na hora de estudar adquira agora mesmo o edital sintetizado. Acessem: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-732464208-edital-sintetizado-inss-cespeunb-2016-atualizado-_JM#D[S:HOME,L:CONVCATEG-CORE-ITM,V:1]

    ResponderExcluir
  15. Legal pessoal, bom post, bons comentários, pessoas inteligentes, vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  16. pessoal tenho uma duvida meio boba. Estou fazendo a inscriçao para o concurso do inss e no cadastro pede o campo complemento preenchido obrigatoriamente. Dei uma olhada na internet e pelo que entendi se trata de um numero de apartamento, bloco por exemplo. Como moro em uma casa o que devo preencher ali ja que nao aceita que deixe em branco?

    ResponderExcluir
  17. Se o mínimo agora é 880 pila, como o valor da cota de salário familia de R$ 41,37 vale para o segurado a partir de R$ 806,80? TInha que ser a partir do mínimo...

    ResponderExcluir
  18. falei errado ainda por cima, não é "a partir de", mas "não superior a"

    ResponderExcluir
  19. ou não... ano passado também era menor que o mínimo. Algo me escapa nessa explicação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o salário mínimo é reajustado por um índice maior que os benefícios previdenciário, por isso estes sempre ficam defasados em relação àqueles. O primeiro valor é praticamente impraticável por ser menor que o salário mínimo.
      Bons estudos

      Excluir
    2. Bom saber... grato Áurea!

      Excluir
    3. Bom saber... grato Áurea!

      Excluir
  20. Pessoal, uma dúvida....
    As alterações que saírem depois do edital, serão cobradas na prova??

    ResponderExcluir
  21. Márcio Freitas complemento:CASA.
    O Que entrou em vigor até a data de publicação do EDITAL vai sim pessoal ser cobrado na prova. Esses valores acima acho pouco provável para o estilo de questões CESPE, mas sigam as orientações do nosso mestre, pois uma questão errada além de anular mais uma que vc acertou, pode ser ele que tire sua vaga.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Professor e colegas, uma dúvida, pois o item 13.32 do edital diz o seguinte:

    13.32 A legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste edital, bem como as alterações
    em dispositivos legais e NORMATIVOS a ele posteriores não serão objeto de avaliação, salvo se listadas nos
    objetos de avaliação constantes do item 14 deste edital.

    o Reajuste dos benefícios publicado mediante portaria (normativo) não entraria nessa regra?? , uma vez que foi publicado após o edital??

    Prof eu consigo comprar nos seus cursos só as atualizações de 2015, elas vêm separadas? ou misturadas nas aulas?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  24. Boa noite professor, Sou aluno da Casa do Concurseiro e em uma das questões que fiz na Casa das Questões, onde a solução se tratava do § 2º do art. 17 da lei 8.213, verifiquei que tal norma foi revogada, sendo assim devo usá-la como via de regra ou desconsiderá-la?

    ResponderExcluir
  25. Olá professor Hugo! Sobre a qualidade dos segurados do RGPS, existe alguma vantagem em ocupar mais de uma dessas qualidades? Por exemplo, um segurado empregado pode abrir uma pequena empresa como MEI e contribuir como contribuinte individual também.

    ResponderExcluir
  26. Olá Professor Hugo Goes! Tenho uma grande duvida:
    Ao escolher a agência executiva para realização do concurso, consta no edital o numero de vagas por aps. De acordo com o número de vagas, existe o número máximo de candidatos aprovados (ex: 1 vaga - 5 aprovados).
    Gostaria de saber se durante o tempo de validade do concurso, por exemplo (2 anos), pode chamar o 6º aprovado, 7º, 8º conforme a necessidade. Aguardo sua resposta. Obrigada. Milena.

    ResponderExcluir
  27. Olá Professor Hugo Goes! Tenho uma grande duvida:
    Ao escolher a agência executiva para realização do concurso, consta no edital o numero de vagas por aps. De acordo com o número de vagas, existe o número máximo de candidatos aprovados (ex: 1 vaga - 5 aprovados).
    Gostaria de saber se durante o tempo de validade do concurso, por exemplo (2 anos), pode chamar o 6º aprovado, 7º, 8º conforme a necessidade. Aguardo sua resposta. Obrigada. Milena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Milena, Permita-me responder.
      Segundo o edital do concurso do INSS 2015:item 9.6 Os candidatos não classificados no número máximo de aprovados de que tratam os subitens 9.5.1 e 9.5.2 deste edital e o Anexo II do Decreto nº 6.944/2009, ainda que tenham atingido nota mínima para aprovação, estarão automaticamente reprovados no concurso público.
      Ou seja não existe a menor possibilidade de que o 6º,7º, 8º sejam convocados porque pelo edital eles estarão reprovados neste concurso público.

      Excluir
    2. Alguem sabe explicar como e aquele 50% adicional que podem requerer junto ao mpog para chamar mais candidatos do edital?

      Excluir
    3. Alguem sabe explicar como e aquele 50% adicional que podem requerer junto ao mpog para chamar mais candidatos do edital?

      Excluir
  28. O professor Hugo Goes, é simplesmente espetacular, sua simplicidade e clareza ao explicar a matéria nos torna interessados em potencial pela matéria e faz nascer em nós o sentimento de que é possível passar na prova.
    Obrigada Deus pela vida desse professor.
    Deus o abençoe professor Hugo Goes!

    ResponderExcluir
  29. O professor Hugo Goes, é simplesmente espetacular, sua simplicidade e clareza ao explicar a matéria nos torna interessados em potencial pela matéria e faz nascer em nós o sentimento de que é possível passar na prova.
    Obrigada Deus pela vida desse professor.
    Deus o abençoe professor Hugo Goes!

    ResponderExcluir
  30. professor, o meu salário de professor do Ensino Fundamental é de 1.578,79 e é descontado para Previdência 173,67, ou seja, 11%. Está correto? se for pela alíquota, não. Mas continuam descontando.

    ResponderExcluir
  31. Professor Hugo, gostaria de parabeniza-lo, pois tens um conhecimento enorme e o que é melhor ainda que compartilha com quem está aprendendo... coloca mais questões Banca Cespe ai... pra gente dar uma estudada.

    ResponderExcluir
  32. Professor Hugo, gostaria de parabeniza-lo, pois tens um conhecimento enorme e o que é melhor ainda que compartilha com quem está aprendendo... coloca mais questões Banca Cespe ai... pra gente dar uma estudada.

    ResponderExcluir
  33. Muitíssimo obrigada mestre!!!

    ResponderExcluir
  34. Bom dia professor. Fiz a prova do IFBA/2016 e nela continha umas 10 questões citando alguns livros de administração. Exemplo: Segundo fulano de tal em seu livro pagina tal...e aí fazia a pergunta. A minha dúvida é: Pode a banca, nesse caso, a FUNRIO, cobrar o conhecimento do candidato a esses livros sem conter no EDITAL a referencia bilbiográfica para o candidato estudar?

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. Alguém sabe me dizer como ficou o salário de contribuição do empregado doméstico? Ainda é o registrado na CTPS? Obrigada

    ResponderExcluir

Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes