Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Questão nº 543

543. (CESPE - 2011 - CBM-DF) O segurado em gozo de auxílio-doença e que seja insuscetível de recuperação para sua atividade habitual deverá submeter-se a processo de reabilitação profissional para o exercício de outra atividade. Nesse caso, o pagamento do benefício não cessará até que o segurado seja dado como habilitado para o desempenho de nova atividade que lhe garanta a subsistência ou, quando considerado não recuperável, que ele seja aposentado por invalidez.

(  ) Certo    (  ) Errado


Gabarito: C

MAIS QUESTÕES

244 comentários:

  1. CERTO

    Onde estão todos? ainda nas cinzas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo.
      Pelo menos eu ainda estou aqui

      Excluir
    2. Opa apareci tb
      Fiquei sumido, mas não meti ope na jaca nesse carnaval ... rsrs ...
      Relaxando a mente fazendo umas trilhas e encontrando cachoeiras.

      Excluir
    3. Eita via desejo, esse é o meu desejo após a prova. kkk

      Excluir
    4. Bom dia!
      Estamos na luta.. Acessei mais cedo e não vi questão, acho que estou ficando doidinha da silva

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Tá não Paola, a questão chegou tarde mesmo. Acho que por ressaca mesmo.rsrsrs

      Excluir
    7. Cá estou, atrasado!
      Postei até uma questão no blog rumo à nomeação...

      Excluir
    8. Pessoal, onde fica as respostas das questões acima?
      Grata

      Excluir
    9. Oi, Pessoal, ontem o professor tirou o "bloco" da folia...rs.

      Excluir
    10. Sempre presente, nunca ausente !

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sem delongas, iniciemos os trabalhos.
    Imaginem a seguinte situação hipotética. Maria, segurada empregada do RPGS, grávida, morre aos 9 meses de gestação. Com muita dificuldade o filho consegue sobreviver. O marido de Maria é contribuinte individual. Temos as seguintes opções:

    1- Vem contribuindo regularmente, tendo, portanto, a qualidade de segurado;
    2- Tem três contribuições, sendo que as sete que faltava pra completar a carência foram realizadas a 8 meses atrás;
    3- Acabou de receber auxílio doença há 5 meses. Desde então ele parou de contribuir, informando o INSS, disto;
    4- Está preso em regime fechado e presta serviço remunerado;
    5- Há mais de dois anos parou de contribuir para o RGPS.

    Quais os casos que ele terá direito ao salário-maternidade, decorrente do parto de sua esposa? Fundamentem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-ok
      2-ok (1/3 de 10 da 3,333 , mas eh aredondado para 3 meses) ... entao ele pode usar as contribuições passadas)
      3-OK - Suspende o aux. Doença e recebe o Maternidade
      4-NAO - Faltou informação, mas acredito que preso não pode receber aux. maternidade. (duvida, mas não deixaria em branco)
      5-NAO

      Excluir
    2. 1 ok
      2 ok
      3 ok
      4 ok (Não lembro de impedimento, deve ser pegadinha kkk).
      5 Não perdeu a qualidade!

      Excluir
    3. 1) C
      2) C
      3) C
      4) deixaria em branco, faltou informação
      5) E

      Excluir
    4. Bom dia a todos!

      1)NÃO
      Falta informação com relação à quantidade de carência que o cônjuge sobrevivente possui. Como ele é C.I, não basta apenas ter qualidade de segurado, necessita-se também ter 10 contribuições recolhidas.

      2)Ok
      Se ele realizou 7 contribuições a 8 meses atrás e agora conta com mais 3, terá a carência exigida para o benefício. Nesse caso, ele nem chegou a perder a qualidade de segurado, pois não extrapolou 12 meses sem contribuir.

      3)Ok
      Vou colocar como correto, mas novamente falta informação fundamental para o cônjuge sobrevivente na qualidade de C.I. que seria a quantidade de carência. Contudo, em análise genérica, após a cessação do benefício por incapacidade o segurado terá até 12 meses de qualidade de segurado. Sendo assim, não perdeu a condição de segurado do RGPS.

      4)NÃO
      Faltam informações. O segurado preso em regime fechado que presta atividade remunerada PODERÁ se filiar ao RGPS como facultativo. Mas e ai??? Ele se filiou??? Ele possui a quantidade de carência necessária ao benefício??? Para gozar o salário-maternidade, na qualidade de facultativo, dependerá de 10 contribuições mensais e qualidade de segurado na data do fato gerador do benefício (óbito da segurada). Ainda mais, o segurado deverá fazer o requerimento do benefício em até 120 dias contados da data do parto... se ele está preso, como vai fazer esse requerimento?

      5)NÃO
      Presumindo-se que ele perdeu a qualidade de segurado. Contudo, novamente as informações não são suficientes para determinar com exatidão quando essa perda da Q.S ocorreu.

      Excluir
    5. Galera, isso não é bem uma questão. Deparei-me com o CI neste caso e percebi que as coisas funcionam um pouco diferentes se comparado com o segurado empregado e o avulso. Pensei em mais de uma situação pra debatermos. Desculpem a falta de informação em alguns casos. Não pensei nelas na hora de digitar. Infelizmente não tenho o dom de Willian pra elaborar questões.

      Excluir
    6. Tranquilo Thiago.

      Foi muito bem pensada a situação.

      Achei que você tivesse omitido a carência de propósito.

      A única informação que faltou de fato no caput da questão foi a quantidade de contribuições que ele já adquiriu durante a vida trabalhada.

      Seria a chave para respondermos com uma exatidão maior.

      Mas mesmo assim, parabéns pela iniciativa.

      Qualquer coisa traga ela novamente.

      Abcs.

      Excluir
    7. Art. 71-B. No caso de falecimento da segurada ou segurado que FIZER JUS AO RECEBIMENTO DO SALÁRIO-MATERNIDADE, o benefício será pago, por todo o período ou pelo tempo restante a que teria direito, ao cônjuge ou companheiro sobrevivente QUE TENHA A QUALIDADE DE SEGURADO, exceto no caso do falecimento do filho ou de seu abandono, observadas as normas aplicáveis ao salário-maternidade.


      A questão aqui é saber em que casos ele perdeu a qualidade do segurado.


      1) SIM - A própria assertiva afirma isso.

      2) SIM - Nem chegou a perder a qualidade de segurado

      3) SIM - Período de Graça

      4) SIM - Tem até dispositivo na IN que defende esta hipótese, salvo engano.

      5) Não - Ele perdeu a qualidade de segurado

      Excluir
    8. Olá Dr. D...

      Concordo com você com relação ao fato de que o segurado deverá ter a qualidade de segurado. Contudo, ele deverá satisfazer os requisitos para que seja concedido o benefício, e no caso específico do contribuinte individual não basta apenas ter a qualidade de segurado (como ocorre para empregados e avulsos) e sim terá que ter carência de 10 contribuições.

      O próprio art. 71-B que você trouxe:

      Art. 71-B. No caso de falecimento da segurada ou segurado que fizer jus ao recebimento do salário-maternidade, o benefício será pago, por todo o período ou pelo tempo restante a que teria direito, ao cônjuge ou companheiro sobrevivente que tenha a qualidade de segurado, exceto no caso do falecimento do filho ou de seu abandono, observadas as normas aplicáveis ao salário-maternidade.

      Agora fundamento com o art. 342 da IN 77

      Art. 342 - A partir de 23 de janeiro de 2014, data do início da vigência do art. 71-B da Lei nº 8.213, de 1991, no caso de falecimento da segurada ou segurado que fazia jus ao benefício de salário-maternidade, nos casos de parto, adoção ou guarda para fins de adoção, será devido o pagamento do respectivo benefício ao cônjuge ou companheiro sobrevivente, desde que possua qualidade de segurado e carência, se for o caso, na data do fato gerador do benefício originário.

      Acredito que, em questão específica relacionada ao C.I., caso não venha a carência do cônjuge sobrevivente na data do fato gerador, não há como afirmar que o mesmo receberá apenas por manter a qualidade de segurado.

      Excluir
    9. Verdade Mave Rick. Tem esse fator também. Nem fundamentei as questões com base nisso porque, pra mim, somente a segunda entrava nesse mérito. Nem tinha olhado as justificativas dadas por você. Mas, não acho que as questões 1 e 4 devam ser consideradas erradas por causa disso.

      Faltaram informações mas eu marcaria CERTO pensando (Talvez essa questão seja anulada por falta de informações rsrs). Mantenho meu gabarito com essa ressalva explicada por você.

      Excluir
    10. Fiquei tonta, deixaria em branco...rs.

      Excluir
    11. Coloquei esse imbróglio para analisarmos qual entendimento devemos levar pra prova, caso seja cobrado. Agradeço a todos que contribuíram com a discussão. A meu ver temos que levar em conta alguns pontos que são:
      condição de segurado no momento do pedido;
      carência. Na legislação, temos que o empregado, o doméstico e o avulso não precisam de carência para receber o salário maternidade. Pois bem, Maria era segurada empregada, mas seu esposo não. Ele é um contribuinte individual. Pergunta. Neste caso, caberia carência exigida para ele neste caso? Acredito que sim, pois o salário maternidade, passaria a ser dele. As condições para o seu recebimento devem ser as mesmas exigidas pela sua condição como segurado, no caso CI.
      Esses pontos são atendidos, ao meu ver em todas as situações, menos a 5.

      Excluir
  4. Questão
    A frase seguinte poderia ser utilizada em um documento oficial:
    Comunicaram a sua família os valores do contrato.
    C/E

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que sim.
      Comunicar VTDI
      OD: os valores do contrato
      OI: a sua família (este "a" seria a preposição, pois a crase antes de pronome possessivo feminino é facultativa)

      Excluir
    2. E - Eita Thiago, qual sua intenção nessa questão?! rs

      Gramaticalmente não vejo erro. (Mudando a voz >> Os valores do contrato foram comunicados a sua família)
      Todavia, numa situação que seja comunicado para a família de um agente público, não feriria o princípio da impessoalidade?

      Excluir
    3. Marcaria Errado, não ficou claro quem comunicou.

      Excluir
    4. Gabarito: Certo
      Vejam que a questão fala que a frase poderia ser utilizada em um documento oficial. Ela poderia estar contida num documento dom 10 páginas. Não teria problema. E também não se faz necessário saber que enviou e pra quem. Somente se ela poderia estar contida num documento oficial. Só era necessário análise gramatical mesmo.
      Comunicaram: VTDI
      a sua família: OI (osuatrás facultatividade para a colocação do artigo)
      os valores do contrato: OD

      Excluir
    5. Nenhum recurso? Surpreendi-me

      Excluir
  5. Questões CESPE

    1- O cidadão em gozo de benefício previdenciário mantém
    a qualidade de segurado, sem limite de prazo, independentemente de
    contribuições.

    2- No contexto brasileiro de adesão às medidas neoliberais,
    ocorre um processo de restrição aos direitos sociais e privatização de serviços
    públicos essenciais. Como consequência dessa realidade, os direitos da
    seguridade social passaram a orientar-se pela seletividade e pela privatização,
    ao mesmo tempo em que ocorreu a ampliação dos programas assistenciais.

    3- O seguro-desemprego veio previsto pela primeira vez
    na CF/1988.

    4- A definição e a regulamentação do conceito de seguridade
    social na Constituição Federal de 1988 acarretaram a ampliação da cobertura da
    previdência para os trabalhadores rurais; a criação de conselhos de direitos; a
    inserção da política previdenciária na perspectiva de seguridade; e a
    regulamentação da livre organização sindical.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguro desemprego foi na CF 1967.

      Excluir
    2. 1-C
      2- Não tendi nada, deixaria em Branco.
      3- E
      4- C (marcaria certo, com medo) ... rsrs

      Excluir
    3. 1- C

      2 - C (Essa dois aqui, vou nem mentir. Só marquei certo porque eu errei feio e passei o resto dia quebrando a cabeça com ela. Ainda acho o texto ambíguo, mas...)

      3 - E

      4 - C

      Excluir
    4. Bom dia!

      1. E -> Essa questão é da banca Cespe? A questão menciona o cidadão e não o segurado, pior que não a torna falsa, só marquei E porque está divergindo da letra da lei.
      2. C
      3. E
      4. C

      Excluir
    5. 1. C
      2. C
      3. E
      4. C

      Questões da CESPE, para mim, estão mais do que batidas, por isso não emitirei juízo de valor! No entanto, serve para revisão, grato Marcus!

      Excluir
    6. 1-C
      2-Branco
      3-E (1967)
      4-C

      Excluir
    7. 1 - C

      2 - C

      3 - E

      4 - C

      Se estão batidas pra vc jovem William, fique feliz, pois isso mostra que vc já está conhecendo o pensamento da banca.

      Excluir
    8. 1-C
      2-C
      3-C Sempre esqueço essa droga!
      4-C

      Excluir
    9. Sempre é bom rever questões...

      1 - ERRADO (o Cidadão pode ser dependente em gozo de benefício, feito isso a questão está errada)

      2 - CERTO

      3 - ERRADO

      4 - CERTO

      Excluir
    10. Gabarito Cespe

      1-C
      2-C
      3-E (Seguro desemprego - 1967)
      4-C

      Paola , sim as questões são todas da Cespe, todas recentes.

      Desculpem por n ter o fundamento legal , mas foi porque só copiei as questões com o gabarito.

      Excluir
  6. INSS 2016 Faltam 95 dias!

    1) Um segurado que perdeu a qualidade de segurado e possa contar as contribuições anteriores como período de carência deverá contribuir com 1/3 da quantidade de contribuições exigidas para o recebimento do benefício pleiteado. Com exceção temos as aposentadorias do RGPS que não necessitam desta exigência de ter que contribuir com o equivalente a 1/3 desta carência.

    2) Mateus é um segurado inscrito na Previdência social antes de julho de 1991 e já possui várias contribuições antes deste período. Mas quando o mesmo for fazer o cálculo do salário de benefício para requerer algum benefício do RGPS será apenas consideradas as contribuições após esta data, apesar das contribuições anteriores serem consideradas como tempo de contribuição.

    3) O fator previdenciário é considerado com base na idade do segurado, expectativa de sobrevida e o tempo de contribuição ao se aposentar. O fator maior que 1 gerará uma renda melhor para o segurado que um fator menor que 1. Todos os 3 itens analisados que compõem o fator previdenciário no cálculo da fórmula do mesmo deverão ser proporcionais ao fator previdenciário para que tenhamos um valor maior que 1 e com isso uma aposentadoria melhor para o segurado.

    Assisti ontem uns comentários de um professor e tentei montar umas questões com os comentários, desculpe se não fui muito clara!

    Bom dia e bons estudos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-E. Não são todas as aposentadorias.
      2-E. Só serão consideradas as contribuições realizadas a partir de 1994.
      3-E. A idade e o tempo de contribição são proporcionais. A expectativa de sobrevida é inversamente proporcional.

      Excluir
    2. 1-C
      2-E (1994) / 91 tem a regras de transição de carência e para o rural antes dessa data não conta carência , somente TC.
      3-E (os 3 não sao proporcionais aos FP / Fator maior que 1 aumenta o valor do SB o menor que 1 Diminui o valor do SB.

      Excluir
    3. Para a aposentadoria por invalidez ele precisa recolher os 4 meses pra poder ter direito aos recolhimentos pretéritos, usando-as como carência.

      Excluir
    4. 1-E só aposentadoria especial , por idade e por tempo de contribuição , que ocorre o chamado "congelamento da carência" até que ele complete o requisito de idade).
      2-E vide colegas
      3-E vide thiago

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. 1. Branco - Acho que a banca não poderia dá o gabarito como errado, por somente a Aposentadoria por Invalidez não está expresso nessa situação, devido sua situação específica e por analogia aos dispositivos legais! Mas, como bem mencionado pelo Thiago, no caso que exija a carência terá que ter os 1/3.
      2. E - o termo "após essa data" englobou de 1001 até 1004, logo...
      3. E - Vide Thiago.

      A galera aos poucos vão mostrando suas "faces" no blog, como sou tímido continuarei sem fotinho! rsrsrsrs
      Parabéns Tatiana pelas questões e belíssima foto!

      Questão Extra
      O termo fotinho, empregado acima, está gramaticalmente incorreto?

      Excluir
    7. B/E/E

      Acho super estranho, Willian, mas não é a primeira vez que veja "fotinho" como diminutivo de foto...rs, acho que está certo.

      Excluir
    8. 1 - E

      2 - E

      3 - E

      Questão William: ERRADO

      Assim como tribo = tribinho. Depois posto minha fotinho também (Super estranho, mas é o portuga). É vedado o anonimato pela C.F. rsrsr

      Excluir
    9. Boa tarde! Olhei de manhã e não tinha nada e agora cheguei atrasado.

      E/E/E

      Excluir
    10. GABARITO

      1) E ; exceto aposentadoria por invalidez.
      2) E nesta questão queria confundir com o ano da nossa lei, mas o povo aqui do blog é tudo fera não consigo fazer pegadinhas rs
      3) E
      As explicações são a do Thiago!

      Obrigada pelo elogio William. Já que viramos quase uma família aqui rs resolvi colocar foto! rs Assim no dia do nosso churrasco já nos conhecemos.

      Questão do William: acho que pode sim fotinho

      Excluir
    11. Gabarito Extra:
      Errado!

      O Correto é mesmo fotinho assim como motinho e tribinho!
      Galera preparada!

      Excluir
    12. 1 - ERRADO
      2 - ERRADO
      3 - ERRADO

      Excluir
    13. No concurso do Cespe para Procuradoria Federal em 2007 , foi considerada correto: A perda da qualidade de segurado não prejudica o direito à aposentadoria se todos os requisitos para sua concessão já tiverem sido preenchidos e estiverem de acordo com a legislação em vigor à época em que esses requisitos foram atendidos.

      Sinopse de direito previdenciário 7 edição.

      Creio que foi por isso que willian disse que a banca n consideraria errada esse tipo de questão!

      Excluir
  7. Pessoal bom dia!!! tenho uma dúvida se alguem ajudar agradeço! Com relação ao Direito Constitucional irá cair apenas a matéria que esta explicita no edital ou poderá cair mais alguma coisa? Pois tenho um material do estratégia 2016 e a matéria é bem mais do que a do edital. Fico com receio de estar estudando algo que não cai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pode cair o que estiver no edital.

      Excluir
    2. Bom dia Luciano
      Eu cheguei a ver este material e achei bem complexo tb, acho que fala da classificação das constituições... algo assim.
      Eu acredito que não caia, agora aquela parte de dimensões ou gerações e aquela classificação quanto a eficácia das normas pode cair...

      Excluir
    3. Desculpa Luciano, mais a essa altura do campeonato você tendo dúvida do que estudar, acelera negão.

      Estude apenas o que está no edital, somente isso.

      Excluir
  8. Como passaram o carnaval ? As futuras funcionarias do INSS Tati e Jamila, vão fazer sucesso nas suas APS, não somente com o conhecimento técnico. rsrs ... Cantadinha de carnaval só pra não passar em branco ... rsrs
    Vai as minhas questões de hoje, bem nível da prova.

    1-A renda mensal inicial do auxílio-doença em hipótese alguma pode ser inferior ao salário-mínimo.

    2-A dependência econômica do cônjuge, companheiro (a), filhos e equiparados a filho do segurado é presumida

    3- A contribuição previdenciária patronal devida pelo produtor rural pessoa jurídica em razão dos serviços que lhe sejam prestados por segurados empregados corresponde à aplicação da alíquota de 2,5% sobre a receita bruta de comercialização da produção rural. Para o financiamento da aposentadoria especial e dos benefícios acidentários, a contribuição será de 0,1% incidente sobre a mesma base de cálculo.

    4-O brasileiro residente no exterior e exercendo atividade laboral no país estrangeiro poderá se filiar ao RGPS brasileiro como segurado facultativo, salvo se filiado a regime previdenciário de país com o qual o Brasil mantenha acordo internacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk rindo aqui Via Desejo!!!
      1) E
      2) E
      3) C
      4) C

      Excluir
    2. 1-E
      2-E. Os equiparados não.
      3-E.Fiquei em dúvida sobre aposentadoria especial.
      4-C

      Excluir
    3. 1- E ( caso segurado tenha dois empregos pode ser menor sim ).
      2-E(equiparados a filho devem comprovar)
      3-C
      4-C

      Excluir
    4. 1- E
      2- E

      3- C - Fiquei na maior dúvida pois o texto legal nos permite fazer várias pegadinhas quanto a esse assunto. Mas não encontrei ERRO. Presumo que esteja certa =]

      4- C

      Excluir
    5. 1-E é possível quando exerce mais de uma atividade e ficar incapacitado apenas para uma delas.
      2-E equiparado a filho não tem presunção.
      3-C
      4-C

      Excluir
    6. 1 - E

      2 - E

      3 - C (Vou fazer questão de comentar essa aqui: Veja. O que financia a aposentadoria especial?? O adicional GIILRAT - 12%, 9% ou 6% no caso das empresas. E o que financia os benefícios acidentários?? GIILRAT DE 1%, 2% OU 3% com a respectiva aplicação do FAP. Acho que há, pelo menos, uns 6 meses atrás tivemos uma discussão aqui no blog a respeito desse assunto e eu havia feito essa mesma postagem. Apenas pra recordar.E no caso do PRPF ou PRPJ? Aí muda tudo né minha gente, fica a alíquota única, como já exposto na própria questão.

      4 - C

      Excluir
    7. 1-E
      2-E EQUIPARADO NÃO
      3-C
      4-E DÚVIDA

      Via Desejo, agradeço muito pelo elogio e cheguei a ficar emocionada ao ler seu comentário. Espero sinceramente que seja assim, mas estou muito longe do grande conhecimento que muitos aqui do Blog têm! Não fiz minha inscrição para Taubaté e sim para Sorocaba, serão poucos classificados aqui, portanto pensei muito e cheguei a essa escolha. Que Deus nos ilumine nessa caminhada! Abraços e obrigada novamente!

      Excluir
    8. Opa! Fiz essas questões ontem no simulado do SJV!
      E/E/C/C

      Excluir
    9. Bora para o Gaba !!!
      1-E
      2-E
      3-C
      4-C

      Bora Jamila, nada dessa energia negativa que esta emanando pra vc mesma. Foco e Mete as caras nos estudos, vale apena.

      Pessoal do Blog que namora me responde ai.
      É possível namorar e estudar pra concurso ?
      É possível trabalhar 8 horas e estudar pra concurso ?
      Tudo bem, tudo bem !!! Já li boas historia de pessoas que trabalhavam, cuidavam dos filhos, da casa e estudavam e passaram em bons concursos ...

      Contem suas historias, suas rotinas, vamos tentar fazer historias motivacionais

      Excluir
    10. Fiz a lápis, vou corrigir, repeti uma questão: E/E/C/C

      Excluir
    11. Que isso, Jamila! Tenha fé! Só de você está aqui participando e debatendo está adquirindo e repassando bastante conhecimento...
      Aprendo muito com você!

      Você e os demais colegas do Blog serão nomeados ainda em 2016!!!
      \0/ \0/ \0/

      Excluir
    12. cita um exemplo desse 1 por favor....

      Excluir
    13. Obrigada Willian e Via Desejo, nem sei o que dizer. Só tenho a agradecer pelas questões e abençoadas explicações! Que assim seja! ^^

      Excluir
    14. Jamila, você é uma das pessoas que eu mais admiro aqui e sabe por quê? Quando não sabe algo, não se esconde. Não fica atrás do teclado esperando alguém te passar o conhecimento que lhe falta. Você se expõe, xinga, extravasa, pede explicação pra alguém. Resumindo, você é humilde. E lógico que também passa o conhecimento que tens pra nós. Acredite, você tem sim bastante conhecimento. Trabalhe pra aumentar esse rol e pode contar conosco sempre.

      Excluir
  9. Questão RLM:

    Hugo goes pretende fazer uma galinhada em comemoração aos aprovados no concurso do inss. Portanto, Hugo goes possui apenas 6 ingredientes para o tempero da galinhada. Diante disso, sabendo-se que os temperos deverão ter pelo menos dois ingredientes, conclui-se que o quantitativo de combinações possíveis será de 58 tipos de tempero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiana, operações com conjuntos, quantitativos de subconjuntos.

      Excluir
    2. Não sei fazer este então... obrigada.
      Achei que era sobre combinações pelo enunciado.rs

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Não Chega a 58, se seguirmos a lógica que não pode repetir os ingredientes, mesmo que mudando a ordem, nesse caso só teremos 15 temperos.

      Excluir
    5. 6!/2!(6-2)! = 6.5.4!/2!4! = 30/2 =15

      Excluir
    6. Olá Ricardo Borges e colegas,
      Ao lermos o enunciado da questão, podemos nos questionar o seguinte:
      esse assunto aí na prova?
      Uma coisa eu digo, esse tipo de problema nos livros de matemática é conhecido como ANÁLISE COMBINATÓRIA, o que não está explícito.Todavia,esse assunto estuda a quantidade de agrupamentos existentes dentro de um conjunto, um exemplo hipotético, em um grupo de cinco soldados serão escolhidas ao acaso duas delas para promoção por merecimento, uma para sargento e outra para tenente. Sendo que as pessoas são: Ricardo, Maycon,Hugo,Tatiana,Leon. Ora, temos o seguinte conjunto {Ricardo, Maycon,Hugo,Tatiana,Leon}, a partir disso, pode-se construir diversos subconjuntos, por exemplo {Hugo,Leon} = {Leon, Hugo}, {Ricardo,Tatiana} e outros.Ou seja, temos aí uma OPERAÇÃO COM CONJUNTOS. Assim, meus colegas, essa parte não está de forma explícita, mas, IMPLÍCITA no edital.
      Em relação à essa questão, na combinatória, especificamente para concursos, temos o arranjos simples e a combinações simples.
      para dominar esses assuntos é importante o candidato ter uma noção:de: 1) princípio fundamental da contagem; 2) fatorial e suas operações; 3) permutações simples. Depois que o concurseiro estudar cada um dos três e responder pelo menos 10 de cada um dos três pontos, aí o concursando já pode passar os tópicos seguintes: 4)arranjos simples; e 5)combinações simples.
      Essa sequência é importante, pois o conhecimento é interligado e para cada assunto seguinte fica mais fácil a compreensão do assunto anterior, pois eles são como vagões de um trem.

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    8. São pelo menos dois ingredientes.

      Excluir
    9. Com dois temperos > 15 possibilidades.
      Com três > 20
      Com quatro > 15
      Com cinco > 6
      Com seis > 1

      15 + 30 + 15 + 6 + 1 = 57 possibilidades.

      Excluir
  10. Gente, onde fica o gabarito das questões postadas aqui?

    ResponderExcluir
  11. Bom dia servidores,
    Alguém tem o gabarito do simulado nº 3 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael foi para você que eu enviei os simulados?

      Excluir
    2. Foi sim! mas no final do simulado 3 não tem o gabarito!!

      Excluir
    3. Crisllainy recebi seus simulados e estou muito, muito feliz, Deus te abençoe grandemente, muito obrigada. Milla.

      Excluir
    4. Mais tarde te enviarei novamente Rafael, milla e colegas que envie confira se o simulado 3 de vocês estão com o gabarito.

      Excluir
    5. Cris, alguém disponibilizou aqui o simulado 2, se vc poder pode me mandar os que vc tem? Obrigada desde já.
      tatianafajardoadm@hotmail.com

      Excluir
    6. Tatiana me envie um email thainabini@gmail.com

      Excluir
    7. Crisslainy posso te enviar um email para me passar os simulados?

      Excluir
    8. Oi Cris te enviei um email com o respectivo simulado do gabarito faltoso, desculpe-me o incomodo. Obrigada.

      Excluir
    9. Olá Cris! por gentileza, tu poderias me enviar os simulados? Grato!

      Excluir
    10. Cris me envie os simulados tb ...
      fabianochaves@yahoo.com.br

      bjs

      Excluir
    11. me enviem uma mensagem no e-mail citado acima. enviarei os que eu posso.

      Excluir
    12. Se poder me enviar agradeço.
      ronilson_possidonio@hotmail.com

      Excluir
  12. Gente, onde fica o gabarito das questões postadas aqui?

    ResponderExcluir
  13. Certo.
    Professor Hugo Goes, tenho uma dúvida.

    Questão Cespe-Depen 2015- número 106 do caderno de Serviço Social:
    106 - Os objetivos da seguridade social, embasados em ações de discriminação positiva, visam alcançar a universalidade da cobertura e do atendimento e a equidade na forma de participação dos SEGURADOS.

    Gabarito do CESPE: Certo
    Meu entendimento: Errado, pois o princípio não se aplica somente aos segurados mas a todos na relação de custeio da Seguridade Social. Inclusive, a questão não está literal, sendo a palavra SEGURADOS no lugar de CUSTEIO.

    E aí? Eu sigo o entendimento capcioso da banca, haja vista não houve recurso impugnado contra essa assertiva, ou se vier a cair novamente, terei que ser literal e marcar errado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Paulo, em minha humilde opinião concordo com você. devia ser ERRADO o gabarito. se cair uma dessas no do INSS pode ter certeza que vai chover recurso contra ela.

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Crisllainy Bini, por gentileza, poderia me enviar esses simulados? Desde já, agradeço!! viniciusmachadolc@gmail.com

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Questão adaptada. Julgue a seguinte situação hipotética: suponha que Frederico tenha trabalhado apenas um dia como empregado e gozado o auxílio-doença acidentário por dez anos, vindo a falecer ao final deste prazo. Como Frederico mantinha a condição de segurado no momento do óbito, seus dependentes poderão habilitar-se ao recebimento da pensão por morte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soraia, viu meu email? Tá tudo bem com você?

      Excluir
    2. Jamila, querida, acabei de olhar e não vi e-mail novo seu, o último eu respondi antes de viajar. Manda novamente que estou aguardando, está tudo bem, um pouquinho sem rumo pois não deu para estudar em Janeiro, meu norte está sendo aqui...rsrs. Um abraço GRANDE.

      Excluir
    3. Gabarito: Certinho. Essa é uma situação limite para demonstrar que enquanto o segurado estiver recebendo qualquer benefício do RGPS, ele manterá a qualidade de segurado sem qualquer limite de prazo.

      Excluir
    4. Acabei de reenviar querida, o email foi do dia 28/01. Abraços!

      Excluir

  18. Questão adaptada de Soraia Soares logo acima rsrsr. Julgue a seguinte situação hipotética: suponha que Frederico tenha trabalhado apenas um dia como empregado e gozado o auxílio-doença acidentário por dez anos, vindo a falecer ao final deste prazo. Como Frederico mantinha a condição de segurado no momento do óbito, e sua esposa nesse momento possui 45 anos, esta irá receber pensão por morte vitalícia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crisllainy Bini, por gentileza, poderia me enviar esses simulados? Desde já, agradeço!!viniciusmachadolc@gmail.com

      Excluir
    2. Para responder a questão considerem que ele morreu de DOENÇA e sua esposa não é inválida.

      Excluir
    3. Porque errado. Crislainy não foi decorrente de acidente?

      Excluir
    4. ok, essa doença foi decorrente do acidente sofrido a dez anos artás?

      Excluir
    5. Qual tempo de casamento?
      Se for mais de 2 anos de casamento sim, sua pensão será vitalícia, pois o período que esteve em auxílio doença é contado como tempo de contribuição.

      Excluir
    6. se a morte foi de outro evento que nada teve a ver com o auxílio doença acidentário, ela não terá pensão vitalícia, pois ele não tinha 18 contribuições, e tambem não sabemos quantos anos de casado ele tinha. Ela receberá a pensão por 4 meses.

      Excluir
    7. ué, mas este tempo de contribuição conta para o evento morte? quando a Lei fala em 18 contribuições não devemos entender como 18 recolhimentos?

      Excluir
    8. Concordo com o RAFAEL.

      Na verdade, o gozo do auxílio-doença acidentário contará apenas como TC (de acordo com a lei).

      Caso a morte ocorra em decorrência da doença do trabalho adquirida há 10 anos, a cônjuge terá direito à pensão vitalícia. Caso contrário, se a morte for em decorrência de outra causa diversa da doença profissional, a esposa terá somente 4 meses de benefício.

      Marcaria como correto, considerando que a morte foi em decorrência da doença profissional.

      Excluir
    9. Pessoal, adaptei essa questão mas sua redação não ficou boa em vista da falta de informações sobre a causa da morte e do tempo de casamento.
      O objetivo da questão era debater se o tempo que ele recebeu aux. doença contaria nas 18 contribuições.

      Diante do exposto, a banca opta por ANULAR a questão.

      Excluir
    10. A intenção foi ótima renan!
      Conta como tempo né?

      Excluir
    11. Pois aí que tá, Tatiana! Grande dúvida e não vi nenhum professor comentar isso! Em minha opinião, como esses 18 meses não são carência como já preconizado pelo Hugo Goes e outros professores, basta a comprovação do tempo de contribuição como é o caso da questão.

      Excluir
  19. Boa tarde amigos, alguém encontrou dificuldade na inscrição em função do seu acesso a página do Cespe? No meu caso, não estou conseguindo recuperar minha senha, além de ser direcionado para uma página de recuperação onde meus dados como CPF e email não são válidos. Alguém passou por isso?

    ResponderExcluir
  20. Certo!
    boa tarde! Ufa, ainda bem que acabou o carnaval...

    ResponderExcluir
  21. Olá alguém tira minha dúvida de qual redação para dependentes eu devo considerar para a prova.

    o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental ou deficiência grave; lei 8213

    ou está

    o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental que o torne absoluta ou relativamente incapaz, assim declarado judicialmente;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deivid, essa pergunta está meio dividida pela doutrina uns dizem que na prova cairá a lei atualizada em janeiro deste ano e outros dizem que não.

      Como estou seguindo o professor Hugo Goes, vou levar para a prova da segunda forma que você colocou.

      Veja essa postagem do Hugo:
      http://www.hugogoes.com.br/2015/12/analise-dos-itens-1331-e-1332-do-edital.html

      Excluir
    2. Olá Deivid Chou, há divergência até nos melhores doutrinadores de Direito Previdenciário do Brasil!

      Então, siga seu Mestre de coração e julgue você mesmo através de análises das provas anteriores do CESPE e seus respectivos Editais!

      A galera do Blog já debateu essa polêmica aqui e postaram suas opiniões, dos professores e até mesmo do STF (rsrsrs). Veja os comentários da questão N° 531 desse Blog e outras anteriores para formar o seu juízo de valor!
      E a banca CESPE não responde essa dúvida!

      Bons estudos!

      Excluir
    3. Se a Cespe respondesse se serão cobradas as mudanças posteriores à publicação do edital iria acalmar o coração de tanta gente. Não sei por que cargas da água a cespe não tira essa dúvida de uma vez o pior é que nem adianta mandar e-mail perguntando. Cespe não é de Deus não rs.

      Excluir
    4. Simples, Acuã! Se ela responder o concurso será passível de anulação por ferir diretamente o princípio da isonomia, impessoalidade e moralidade!

      Por mais que pensemos ser legal, tal resposta, nas mãos de um procurador esperto poderá anular o certame e com respaldo da jurisprudência.

      Excluir
    5. O Correto seria retificar o Edital para esclarecer!

      Excluir
    6. A galera olha o diz o edital 13.32 A legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste edital, bem como as alterações
      em dispositivos legais e normativos a ele posteriores não serão objeto de avaliação, salvo se listadas nos
      objetos de avaliação constantes do item 14 deste edital.

      No final tem essa ressalva , vi o professor Frederico citando essa parte do edital e creio que poderá ser cobrado alterações posteriores de itens citados no conteúdo programático do edital.

      Excluir
  22. Já acabou o carnaval galera, sem descanso!

    Informática CESPE:

    1 - O Windows 7, por meio dos recursos de pesquisa, não permite que o usuário, em um computador, localize arquivos e pastas armazenados em outros computadores a ele conectados.

    2 - Malwares são mecanismos utilizados para evitar que técnicas invasivas, como phishing e spams, sejam instaladas nas máquinas de usuários da Internet.

    3 - Switchs e roteadores são equipamentos utilizados para definir a origem e o destino de pacotes de dados que trafegam entre máquinas de usuários ou de servidores e podem ser utilizados para interligar várias redes de computadores entre si.

    DIREITO ADM.

    4 - Pode a qualquer tempo a administração pública anular seus atos por oportunidade e conveniência.

    SEGURIDADE

    5 - A contribuição social sobre a receita de concursos de prognósticos é um exemplo específico do princípio constitucional da diversidade da base de financiamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1. E (disse que não é possível, alerta vermelho)
      2. E (Malware é mal, não evita técnica invasiva)
      3. C (Sem certeza quanto aos switches)
      4. E (Por oportunidade e conveniência há revogação, não anulação. Também não é a qualquer tempo)
      5. C

      Excluir
    2. 1-E Boa essa questão Ronilson! Esses dias vc já colocou uma bem parecida.
      2-E
      3-C
      4-E Bem explicado pelo Garganta.
      5-C

      Valeu, Ronilson!

      Excluir
    3. 1. E - é possível buscar bastas de outras máquinas ligadas pelo mesmo servidor, uai!
      2. E - parece uma questão da CESPE!
      3. C - ''
      4. E - Vide Garganta.
      5. C - Sim, por que não!?

      Viu, Garganta, como a CESPE adora o verbo Poder e as expressões é possível, permitido etc.

      Ronilson, acho que a prova será cobrado conceitos do Windows 10, no máximo comparação com o 7 e a CESPE adora novidades, ademais a banca, ainda, não cobrou nada a respeito do novo sistema operacional da Microsoft, o que você acha?

      Excluir
    4. 1- E creio que seja possível sim
      2- E
      3- C ( fiz essa questão hoje rs)
      4-E(em caso de atos favoráveis para os administrados ocorre a decadência de 5 anos)
      5-C

      Excluir
    5. Por onde vocês estão estudando Windows 10??

      Excluir
  23. Então vamos responder a questão:
    Para saber se o problema é de ARRANJOS SIMPLES, basta só verificar se alterando a ORDEM de um agrupamento é IMPORTANTE para mudar a natureza subconjunto. Resumindo, se a ordem é importante então o problema é de arranjos simples. Por outro lado, se a ordem não é importante, então o problema é de combinações simples. Por exemplo, se entre os amigos Ricardo, Maycon,Hugo,Tatiana e Leon, escolhe-se dois deles, um para ser sargento e o outro para ser tenente, temos as seguintes possibilidades:
    Digamos que o primeiro escolhido será sargento e o segundo seja tenente. Escolhemos por primeiro o Leon para ser sargento, em conseqüência vem Hugo para ser tenente, ou seja, o agrupamento nesse caso é {sargento, tenente} = {Leon, Hugo}, assim teríamos Leon = sargento e Hugo = tenente. Por outro lado, ainda mantendo as mesma condições, temos que se invertermos a ordem da escolha, isto é, primeiro escolhemos Hugo e depois Leon, temos que o agrupamento {sargento, tenente} é caracterizado por { Hugo, Leon}, isto é, Hugo = sargento e Leon. Assim, quando mudamos a mudança de ordem é importante e consequentemente o problema é de arranjos simples.
    Contudo, se dois entre os mesmos amigos Ricardo, Maycon,Hugo,Tatiana e Leon fossem escolhidos para dá uma palestra, aí teríamos {palestrante 1, palestrante 2} = {Leon, Hugo} ou então {palestrante 1, palestrante 2} = {Hugo, Leon}. Ora, meus amigos, de qualquer jeito ambos darão a palestra, logo a ORDEM NÃO é IMPORTANTE e o problema, neste caso, seria de combinações simples.
    Finalmente, respondendo a questão temos o seguinte:
    1º) Digamos que, genericamente, os ingredientes são A, B, C, D, E e F.
    2º) Escolhemos dois deles, por exemplo, nessa ordem, A e B.
    3º) mudamos a ordem dos ingredientes {A,B} para {B,A}, isto é, primeiro coloca-se na panela o ingrediente B e depois, o ingrediente A;
    4º) observa-se que a mudança de ordem não é importante, pois não altera em nada, só o sabor, rsrs...!
    5º) nesse caso o problema é de combinações simples.
    Como a questão diz que os temperos deverão ter PELO MENOS dois ingredientes, então temos as seguintes combinações:
    C(6,2) = combinação de dois a dois entre os seis. = 6!/[2!(6-2)!] = 6!/[2!4!]
    C(6,3) = combinação de três a três entre os seis. = 6!/[3!(6-3)!] = 6!/[3!3!]
    C(6,4) = combinação de quatro a quatro entre os seis. = 6!/[4!(6-4)!] = 6!/[4!2!]
    C(6,5) = combinação de cinco a cinco entre os seis. = 6!/[5!(6-5)!] = 6!/[5!1!]
    C(6,6) = combinação de seis a seis entre os seis. = 6!/[6!(6-6)!] = 6!/[6!0!]
    Pessoal, o símbolo “! ”lê-se fatorial, essa notação é para fazer multiplicações de números consecutivos anteriores até 1, por exemplo 5! = 5.4.3.2.1 = 120.
    Obs: 0! = 1! = 1
    Assim, em cada caso temos
    C(6,2) = combinação de dois a dois entre os seis. = 6!/[2!(6-2)!] = 6!/[2!4!] = 720/2.24 = 720/48 = 15
    C(6,3) = combinação de três a três entre os seis. = 6!/[3!(6-3)!] = 6!/[3!3!] = 720/6.6 = 720/36 = 20
    C(6,4) = combinação de quatro a quatro entre os seis. = 6!/[4!(6-4)!] = 6!/[4!2!] = 720/24.2 = 720/48 = 15
    C(6,5) = combinação de cinco a cinco entre os seis. = 6!/[5!(6-5)!] = 6!/[5!1!] = 720/120.1 = 720/120 = 6
    C(6,6) = combinação de seis a seis entre os seis. = 6!/[6!(6-6)!] = 6!/[6!0!] = 720/720.1 = 720/720 = 1
    Fazendo a soma das possibilidades temos:
    15+20+15+6+1 = 57 combinações.
    Daí a questão está ERRADA.
    Galera,
    Um Bizu para responder diretamente é:
    Cn,0+Cn,1+ Cn,2 +...+ Cn,n = dois elevado a n.
    Para essa questão é o seguinte:
    C(6,0)+ C(6,1)+C(6,2)+ C(6,3)+ C(6,4)+ C(6,5)+ C(6,6) = 2 elevado e 6 = 64, mas o que importa é:
    C(6,2)+ C(6,3)+ C(6,4)+ C(6,5)+ C(6,6). Ou seja, 64 – [C(6,0)+ C(6,1)] = 64 -6 -1 = 57
    Valeu galera, bons estudos!

    ResponderExcluir
  24. Questões do nosso nobre professor:

    1) PELO PRINCÍPIO DA UNIFORMIDADE E EQUIVALÊNCIA DOS BENEFÍCIOS ÀS POPULAÇÕES RURAIS E URBANAS, ENTENDE-SE QUE AS MESMAS PRESTAÇÕES OFERTADAS NA PREVIDÊNCIA SOCIAL URBANA DEVEM SER OFERTADAS NA PREVIDÊNCIA SOCIAL RURAL. ALÉM DISSO, OS VALORES DOS BENEFÍCIOS DEVEM SER IGUAIS.

    2) POR FORÇA DO PRINCÍPIO DA UNIVERSALIDADE DA COBERTURA, A SEGURIDADE SOCIAL DEVE SER ACESSÍVEL A TODOS. ASSIM SENDO, NÃO É CABÍVEL QUE A LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA SELECIONE UM DETERMINADO GRUPO DE PESSOAS PARA FAZER JUS A UM DETERMINADO BENEFÍCIO ENQUANTO OUTRO GRUPO NÃO TIVER DIREITO.


    Pessoal, fundamentem as respostas ressaltando os acertos (ou erros conforme for o caso).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-E Os valores dos benefícios são de acordo com as características de cada grupo.

      2-E O benefício de auxílio-acidente é concedido apenas para empregado, empregado doméstico, segurado especial e avulso. Restringiu.

      Excluir
    2. 1-E (os valores devem ser isonômicos , permitem discriminações positivas)
      2-E ( É cabível pelo principio da seletividade).

      Excluir
  25. (CESPE- Defensor Público- OPU/ 2004) o contribuinte facultativo mantém
    a qualidade de segurado até 6 meses após a cessação das suas contribuições,
    vindo a perdê-la no dia seguinte ao do vencimento da contribuição
    relativa ao mês imediatamente posterior ao término do prazo.

    ResponderExcluir

Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes