Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

Alteração de gabarito do concurso do INSS é questionada por candidatos e por professores

O jornal FOLHA DIRIGIDA publicou uma matéria onde candidatos do concurso do INSS e professores questionam a mudança do gabarito da questão do Pedro (questão 57, do caderno Alga).

Clique aqui e confira o inteiro teor da matéria publicada pela FOLHA DIRIGIDA.

61 comentários:

  1. acredito que o justo seja a anulação da questão, mas eu acredito que, assim como essa, outras questão também deveriam ser anuladas.
    é muito injusto estudar tanto pra um concurso que no final se tornou uma loteria.
    nao estou tirando o mérito dos aprovados, mas poderia ser qualquer outro no lugar deles se a prova tivesse sido bem elaborada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Estudo com Hugo desde 2014 e participava deste Blog todos os dias, fiz diversos cursos, simulados, questões e não consegui ficar nem nos excedentes, como você disse foi uma loteria e o diferenciam foram aquelas questões "copia e cola" dos parágrafos da LOAS. Quem dera se a prova tivesse sido bem elaborada e inteligente, provavelmente teria conseguido a última vaga pra excedente. Erros na entrega dos cadernos e falta de vigilância com os detectores de metais. Foi um grande pesadelo e uma tristeza incomensurável que não há como descrever.

      Um grande abraço a todos meus colegas do Blog, em especial a você amigo Marlon, espero que esteja bem, só hoje consegui postar algo aqui. Abraços e obrigada por tudo professor Hugo Goes!

      Excluir
    2. Pessoal, vamos apoiar essa comissão:

      http://www.aprovadosinss2016.com.br/

      https://www.facebook.com/groups/aprovadosinss2016/

      OBJETIVOS DA COMISSÃO

      A) Ampliação do prazo de 1 ano para 2 anos;
      B) Autorização do aumento em 50% do número de vagas originais;
      C) Nomeação de TODOS os excedentes.

      Excluir
  2. Boa tarde professor, o que essa comissão de 200 alunos irá fazer a respeito dessa questão do Pedro, irão questionar na Justiça?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como faço para fazer parte deste grupo pois odeio injustiça estudo pelas coisas certas e aquela questão de direta e indireta também não desceu até agora.

      Excluir
  3. como faz pra entrar nessa comissão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, me manda msg no facebook, Kaká Curti

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Também quero participar.

      Excluir
    4. Oi, Ana! Também tenho interesse em participar dessa comissão!

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Olá Ana, também deixei msg no seu face. Dê uma olhada. Obrigado.

      Excluir
  4. Ainda há o que ser feito, professor? Sabendo que quem manda nessa bodega é a tirana Cespe? Já que nosso judiciário é inerte( inerte mesmo!) nesse tipo de mérito.

    ResponderExcluir
  5. Uma vergonha esse cespe. Anulou várias questões favorecendo diversos candidatos que tinham errado a questão.Outras que devia pelo menos anular não anularam. Aí vem e ainda faz mais cagada mudando alguns gabaritos. Ridículo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, sinto-me prejudicada pela correção dessa prova. questões que eu acertei foram anuladas e essa questão que eu coloquei certa, eles dizem que é errada. Vai entender!!! Michelly Fernandes

      Excluir
  6. Oi, pessoal não adianta reclamar nas redes sociais, acesse o site do mpf e faça sua denúncia. Já fiz a minha sobre o candidato"banco do Brasil" e agora vou formalizar mais uma sobre essa alteração de "gabarito definitivo". Compartilhe essa atitude para que o poder público tome alguma providência.

    ResponderExcluir
  7. Oi, pessoal não adianta reclamar nas redes sociais, acesse o site do mpf e faça sua denúncia. Já fiz a minha sobre o candidato"banco do Brasil" e agora vou formalizar mais uma sobre essa alteração de "gabarito definitivo". Compartilhe essa atitude para que o poder público tome alguma providência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane voce vai fazer a reclamação quanto a essa questão do Pedro??

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. Professor Hugo Goes, Por favor alguém precisa fazer alguma coisa,não podemos admitir que a banca passe por cima da lei e de vários especialistas do assunto como voçê. Se a questão do "pedro" e a do "financiamento direto e indireto" forem alteradas pela banca eu entro dentro do numero de vagas para a minha GEX. NÃO CABE MANDADO DE SEGURANÇA PARA ESSE CASO PROFESSOR??

    ResponderExcluir
  9. Gente, que confusão... No dia que eu peguei aquela prova, na parte de Previdenciário, eu percebi que ela estava mal elaborada, a impressão que me deu, foi que alguém que não sabia nada de Benefícios fez o trivial, e ainda com enunciados abertos e ambíguos, com dupla interpretação.

    ResponderExcluir
  10. Olhem isto!!!!!!!

    NOTA DE ESCLARECIMENTO

    Mais uma vez o CESPE deixa de ser uma mera banca organizadora, para tornar-se o centro das atenções dos concurseiros. Desta vez, a alteração do gabarito de uma questão vem sendo alvo de diversos embates e debates entre professores, cursinhos, alunos, estudantes e, principalmente, candidatos.
    A divisão está feita. Existem aqueles que entendem que a questão deveria ter seu gabarito mantido como correto, ao passo que existem aqueles que entendem que ela deveria ser anulada, por estar em parte certa e em parte errada, e, por fim, há aqueles que concordam com a alteração promovida pelos professores da renomada e polêmica banca organizadora.
    Em decorrência disso, muitos candidatos estão tentando promover algum tipo de ação judicial ou valer-se do remédio constitucional denominado por Mandado de Segurança, o qual garante direito líquido e certo.
    Senhores, devemos ser imparciais nesta análise e por isso peço-lhes que leiam com estes olhos e não com os de quem tem o interesse na demanda.
    Pois bem, como já deve ser do conhecimento de todos, no ano passado o STF, em decisão com repercussão geral, esclareceu que não cabe ao judiciário intervir no entendimento das bancas acerca do julgamento das questões. De outra monta, temos que “o edital é a lei de um concurso”. Ora, conforme o próprio CESPE já se posicionou, a fase para recursos já se exauriu e a banca conta com professores especialistas em suas áreas.
    Assim, a impetração de um Mandado de Segurança, por parte dos candidatos que se viram prejudicados pela decisão no certame, seria um tanto quanto contraditória, afinal o direito líquido e certo que deve ser protegido é o de que o edital deve ser respeitado e a decisão do STF corrobora isto.
    Infelizmente, para aqueles que se veem lesados, não há o que fazer neste caso. Esta não é a primeira (e nem será a última) vez que esta respeitada banca toma um posicionamento polêmico. Na realidade, aqueles que estudam as questões do CESPE bem sabem que para eles não existe uma questão meio certa. Ora, ou ela está totalmente certa, ou está errada! O que quero dizer com isto é que na questão objeto da discórdia existe sim, ao menos, uma possibilidade de haver erro (que o personagem não seja segurado obrigatório em ambas atividades em todos os casos), o que torna a questão errada.
    De todo modo, imaginem a “insegurança jurídica” (se assim posso dizer) que poderia ser gerada caso o judiciário ou a própria banca mudasse o gabarito após já ter divulgado as notas oficiais e ainda ter se manifestado dizendo que seus professores são especialistas. Ora, isto abriria margem para que fossem discutidas outras e outras questões do certame e tudo viraria uma grande confusão.
    Resta o conformismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBS: deixo claro que esta "nota" (leia-se opinião) é meramente particular e preferi manter o anonimato por medo de algum tipo de represália. Diante disto, este comentário poderá (com razão) ser deletado pelo administrador do blog.

      Abraços.

      Excluir
    2. Eu concordo com você observador....como ja há decisão do STF sobre o assunto, esta deve ser respeitada para não haver bagunça.

      Excluir
    3. Como a alteração do gabarito é ato administrativo e a motivação vincula o ato, é minimamente necessário que seja considerado o vício na motivação e anulado o ato por haver flagrante ILEGALIDADE na sua motivação.
      O STF não analisa mérito de questões mas DEVE analisar a LEGALIDADE.

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Nossa, essa questão me roubou os 2 pontos que eram necessários para ficar na reserva. Fiz 96 líquidos, mas fiquei com 94, e isso me jogou lá embaixo. Por 1 questão. Isso é pior que ter se saído mal.
    Olha que marquei com toda certeza de estar certa. O triste é constatar que, mesmo estudando e marcando o certo, no fim das contas fiquei de fora por um capricho da banca.

    ResponderExcluir
  14. deixem de mimimi ecocem a estudar para o próximo concurso.

    ResponderExcluir
  15. deixem de mimimi e comecem a estudar para o próximo concurso

    ResponderExcluir
  16. Acho que ninguém aqui está com mimimi, é inadmissível a MOLECAGEM que o CESPE faz com os concurseiros, os caras têm o maior tempo do mundo para elaborar uma prova descente, porém infelizmente não é isso que acontece.
    Acho que o mínimo que uma banca organizadora deve fazer é jogar limpo com o candidato.

    ResponderExcluir
  17. Aquelas questões de LOAS também não tinham nada haver! A de Pedro eu entrei com recurso para mudança de resultado, pois no final da questão ele dizia que Pedro era segurado "obrigatório" das duas profissões, mas Pedro, mesmo sendo descaracterizado da condição de segurado especial, e sua família trabalhavam em regime de economia familiar e não com auxílio de empregado ou por intermédio de preposto. E para entrar na condição de Contr. Individual, em área igual ou inferior à 4 módulos fiscais, se com auxílio de empregado ou por intermédio de preposto (Art. 11 parág. V- A, lei 8213), não podendo a lei exigir a obrigatoriedade nesse caso, mas apenas facultando a filiação.

    ResponderExcluir
  18. Olá colegas, também acho injusto essa modificação de gabarito e não paro de pesquisar a respeito.
    Por favor leiam esse link..

    http://www.contadoraqualquercusto.com.br/2016/05/anulacao-de-questoes-apos-gabarito.html

    ResponderExcluir
  19. Se conforme e comece a estudar para o próximo concurso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez não seja necessário, pois fiquei em quarto lugar, apenas acho injusto.Por exemplo, se não fosse essa questão eu poderia estar ainda melhor colocada.

      Excluir
  20. http://www.folhadirigida.com.br/fd/Satellite/concursos/noticias-INSS-2014-Tecnico-e-Analista-950-vagas-2000071121121/Justica-pode-mudar-gabarito-de-prova-de-tecnico-do-INSS-2000176972781-1400002102880

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, o justo é o justo, e espero que essa questão seja modificada.

      Excluir
    2. Isso aí, o justo é o justo, e espero que essa questão seja modificada.

      Excluir
    3. https://youtu.be/1d7D5sM8KgQ

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  21. Primeiro tentaram cancelar o concurso através de uma petição.
    Agora tentam modificar questões que já possuem gabarito definitivo. Mesmo estando previsto em edital que o gabarito definitivo não será modificado em hipótese alguma.

    O que acho interessante também, é que vinculam a notícia de que "200 ou mais candidatos foram excluídos do concurso por causa da alteração do gabarito de uma questão, sendo criada uma comissão" e etc.
    Esqueceram dos 800 classificados dentro das vagas?
    Esqueceram dos que já estão como excedentes?
    É um número bem maior que 200 pessoas!
    Não tenho dúvidas de que se o judiciário acatar essas reclamações, os classificados e excedentes que forem prejudicados não ficarão parados.
    Como todos sabemos, há várias questões que de alguma forma não concordamos. Mas nós somos os avaliados, não avaliadores.
    Vá sim, atrás dos seus direitos; mas não esqueça dos direitos dos outros!!

    ResponderExcluir
  22. Cara aqui não há que se falar em confronto de direitos mas sim em legalidade do gabarito. O que a banca deveria fazer era manter o gabarito preliminar, e o mínimo era anular a questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos erraram, muitos acertaram.
      Se houver de fato, ilegalidade, o judiciário apreciará e julgará a questão.

      Temos ponto de vista diferente; eu não vi ilegalidade.
      Quando citei sobre direitos, foi justamente isto: Se concordo, defenderei o que acredito. Se você discorda, defenda também o que você acredita.

      Excluir
    2. Façam pelo menos um requerimento e envie em PDF para o CEBRASPE via e-mail: sac@cebraspe.org.br UM REQUERIMENTO ADMINISTRATIVO, anexando também CFP e RG. Senhor Examinador,

      Venho, respeitosamente, solicitar para que o senhor revise o gabarito da questão 57 do caderno alga, cuja alteração foi efetuada em desacordo com a Lei 8.213/91.
      O § 2º do art. 11 da Lei 8.213/91 diz: “Todo aquele que exercer, concomitantemente, mais de uma atividade remunerada sujeita ao RGPS é obrigatoriamente filiado em relação a cada uma delas”.
      Vale salientar que esse § 2º do art. 11 deve ser cumprido e respeitado para todas as atividades de segurado obrigatório do RGPS.
      Portanto, mesmo que exista um segurado trabalhando, por exemplo, na atividade agropecuária em regime familiar e que também exerça a atividade de professor, então, mesmo nesse caso, esse segurado é obrigatoriamente filiado em relação a cada uma dessas atividades.
      Conforme justificado pelo senhor, o item contraria o disposto no § 10 do artigo 11 da Lei n.º 8.213/199, mas essa justificativa não torna a questão errada, porque existe a alínea "a" do inciso V do Art. 11 da Lei 8312/91 que valida o cumprimento do § 2º do artigo 11 dessa Lei.
      A alínea "a" do inciso V do Art. 11 da Lei 8.213/91 diz: ”V - como Contribuinte Individual: a) a Pessoa física, proprietária ou não, que explora atividade agropecuária, a qualquer título, em caráter permanente ou temporário, em área superior a 4 módulos fiscais; ou, quando em área igual ou inferior a 4 módulos fiscais ou atividade pesqueira, com auxílio de empregados ou por intermédio de prepostos; ou ainda nas hipóteses dos §§ 9º e 10 deste artigo”.
      A questão 57 gerou bastante polêmica porque muitos candidatos não souberam classificar corretamente esse segurado de acordo os tipos de segurados obrigatórios expressos na a Lei 8213/91, mas tanto a questão quanto a assertiva evidenciam que a atividade de professor enquadra o Pedro como segurado obrigatório do RGPS na qualidade de segurado empregado e esse mesmo segurado enquanto exercer a atividade agropecuária será também segurado obrigatório do RGPS como contribuinte individual, conforme a alínea "a" do inciso V do Art. 11 da Lei 8.213/91 e dessa forma a questão está correta e não há nenhuma justificativa que explique a alteração do gabarito de CERTO para ERRADO.

      Excluir
  23. foram milhares prejudicados com essa mudança ridícula de gabarito, e não somente os 200 da comissão amigo.

    ResponderExcluir
  24. http://castelnovomirna.jusbrasil.com.br/modelos-pecas/359243278/mandado-de-seguranca-inss-concurso-publico-gabarito-erro-grosseiro-cespe-cebraspe-sem-liminar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tentei acessar o link, mas foi removido. Tem mais informações do link?

      Excluir
  25. Gostaria de fazer parte da comissão dos candidatos que buscam alteração do gabarito final.

    ResponderExcluir
  26. Enviei 3 requerimentos para CESPE, sendo um negado os demais aguardando. Vendo que pode ocorrer a homologação logo do concurso em 3/8/16, tomei a iniciativa de dar conhecimento do meu recurso para o INSS,pois de acordo com a lei 9784/99, artigo 63-II "O recurso não será conhecido quando interposto perante órgão incompetente. O INSS não pode delegar decisão de recurso administrativo para a CESPE, está escrito no artigo 13 II 9784/99, lei referente processo administrativo federal. E quando esgotar este caminho, buscar a justiça. Artigo 5 CF inciso LV do direito ao contraditório e ampla defesa. Vamos lutar pelos nossos direitos até o fim. A mudança do gabarito em uma questão colocou aproximadamente 120 pessoas a minha frente. Sem contar que não foi publicado os recursos INDEFERIDOS, no total me foi tirado 5 questões o que pode me tirar das vagas excedentes, colocando a minha frente mais de 500 pessoas. Isso é um grande prejuízo.

    ResponderExcluir
  27. Lei 9784/99 CAPÍTULO XI
    DO DEVER DE DECIDIR

    Art. 48. A Administração tem o dever de explicitamente emitir decisão nos processos administrativos e sobre solicitações ou reclamações, em matéria de sua competência.

    ResponderExcluir
  28. 03000002113201611
    Data de Produção:
    06/07/2016
    Espécie:
    Processo
    Assunto:
    Pedidos, oferecimentos e informações diversas - AMPLIAÇÃO DE VAGAS EM CONCURSO INSS
    ?Protocolos Relacionados:
    03000000830201609

    ResponderExcluir
  29. 03000002113201611
    Data de Produção:
    06/07/2016
    Espécie:
    Processo
    Assunto:
    Pedidos, oferecimentos e informações diversas - AMPLIAÇÃO DE VAGAS EM CONCURSO
    ?Protocolos Relacionados:
    03000000830201609

    ResponderExcluir
  30. Link para consulta das vagas excedentes concurso INSS.
    Deus nos abençoe.

    ResponderExcluir
  31. https://protocolointegrado.gov.br/Protocolo/documento/detalhes_documento.jsf?protocolo=03000002113201611

    ResponderExcluir
  32. Qual o resultado desse protocolo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No sistema consta como concluído, mas não dá mais detalhes. Para mais informações:
      Contato
      Antes de realizar sua solicitação, por favor verifique se a informação já se encontra disponível na página Perguntas Frequentes. Assim, você poderá ter acesso imediato à informação de seu interesse.

      Caso não encontre o que deseja, orientamos utilizar o Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC), disponível no endereço:
      www.acessoainformacao.gov.br/sistema/

      Excluir
  33. Pessoal, vamos apoiar essa comissão:

    http://www.aprovadosinss2016.com.br/

    https://www.facebook.com/groups/aprovadosinss2016/

    OBJETIVOS DA COMISSÃO

    A) Ampliação do prazo de 1 ano para 2 anos;
    B) Autorização do aumento em 50% do número de vagas originais;
    C) Nomeação de TODOS os excedentes.

    ResponderExcluir

Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes