Clique no banner abaixo para comprar os livros de Hugo Goes

INSS pede autorização para nomear todos os excedentes do concurso de 2016 e realizar novo concurso

O INSS pediu ao Ministério do Planejamento autorização para provimento de 16.548 cargos.

O pedido de vagas inclui a realização de um novo concurso, bem como nomeação dos excedentes do último concurso (realizado em 2016).

A distribuição das vagas solicitadas pode ser vista na Nota Técnica abaixo:

Clique na imagem para ampliar.

O trâmite do pedido pode ser consultado no site https://protocolointegrado.gov.br. O número do protocolo é 05210007883201783.

Clique aqui para acompanhar o trâmite do pedido.

P.S.: O prazo de validade do atual concurso expira em 05/08/2018.

21 comentários:

  1. Bom dia! O Sr. acha que um novo certame do INSS poderá ocorrer ainda em 2018?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu chute: edital em 12/2018; prova em 05/2019.

      Excluir
  2. 2018: ANO DE ESTUDO PROFUNDO.

    ResponderExcluir
  3. Prof., como o senhor acha q vai ficar a situação da questão do Pedro do último concurso? Percebemos várias nomeações sem levar em consideração possível deferimento da ação civil pública que está na justiça federal de Sergipe. O concurso deveria estar suspenso até que saia uma decisão. Muita gente está prejudicada com a situação. Pode haver nomeados e empossados exercendo as atribuições do cargo qndo na verdade o melhor colocado pode ser outro, a depender do q será decidido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a decisão transitar em julgado, os que foram prejudicados poderão reclamar o seu direito à nomeação.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Será se depois dessa problemática da "questão do Pedro" o INSS ainda vai contratar o CESPE num próximo concurso?? Fica a questão.

      Excluir
  4. Bom dia!Professor,o Sr acha q pode ser realmente autorizado para serem chamados aprovados além do previsto no edital anterior?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que o Ministério do Planejamento autorizará a nomeação de 50% além do númeo de vagas previsto no edital.

      Excluir
    2. Professor Quando o senhor acredita que o MPOG autorizará mais 50% das vagas?

      Excluir
  5. Boa tarde,
    Professor, estou interessada no material para próximo concurso, o material disponivel já está de acordo com reforma da previdência e trabalhista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Reforma ainda não virou lei. (Não foi aprovada pelo Congresso)

      Excluir
  6. 50 % de 950 = 475... isso dividido por 176 Gex , dará uma média de 2,6 vagas por Gex......muito pouco.....

    ResponderExcluir
  7. Professor, gostaria de saber em qual curso on line você está dando aula?

    ResponderExcluir
  8. Novo concurso creio que apenas em 2020, caso se siga a programação dos anteriores. Tivemos em 2008, 2012 e 2016. Sempre uma média de 4 anos cravados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade é assim:
      2003--->2005--->2008--->2012--->2015---> qual o próximo termo da P.A? rsrsr...

      Excluir
  9. Nomeação dos excedentes acaba com praticamente todas as ações judiciais do último concurso do INSS , inclusive as ações coletivas.

    ResponderExcluir
  10. Oi professor, bom dia! Os aprovados como excedentes, que estão no edital 7 pode entrar com ação judicial para pedir nomeação? É possível ter sucesso?

    ResponderExcluir
  11. Professor obtive 95 pontos na GEX que escolhi mas no edital deixa claro que os que ao final ficaram fora das 20 primeiras posições estavam automaticamente eliminados. O candidato número 20 totalizou 101 pontos. Existe probabilidade real de eu ainda ser chamado nessa história dos excedentes? Desde já grato pelas aulas. Aguardo retorno.

    ResponderExcluir
  12. Professor Hugo, qual será a provável banca?

    ResponderExcluir