Em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, Demétrio Magnoli, sociólogo e professor da USP, defende que as medidas afirmativas para negros vão fazer com que os brasileiros, na sua imensa maioria, vivam cotidianamente sob o crivo da raça.

Folha - Como o professor vê a inclusão de cotas no funcionalismo público?
Demétrio Magnoli - O que o governo está fazendo é instalar um Estado racial. Isso não é novidade, é o que estava proposto no Estatuto da Igualdade Racial, que foi aprovado no Congresso apenas como uma declaração vaga de intenções.
No fundo, o governo está preenchendo aquilo que o Congresso não aprovou.
Todas essas medidas vão fazer com que os brasileiros vivam cotidianamente sob o crivo da raça. Qualquer coisa que se faça, desde entrar na faculdade até procurar um emprego, vai implicar uma autodefinição racial e uma certificação oficial dessa definição de raça.