26. (Blog do Hugo Goes – 2013) Jessé, pai de Davi, é empregado da empresa Alfa S/A e recebe uma remuneração mensal de R$ 10.000,00. A empresa Alfa S/A paga, mensalmente, uma bolsa de estudo, relativa ao ensino fundamental de Davi, no valor de R$ 950,00. Nessa situação, o valor da referida bolsa de estudo
(A) Não integra o salário-de-contribuição, desde que não seja utilizado em substituição de parcela salarial.
(B) Integra o salário-de-contribuição, mesmo que não seja utilizado em substituição de parcela salarial.
(C) Para que a bolsa de estudo não integre o salário-de-contribuição, ela terá que ser concedida ao empregado da empresa Alfa S/A, e não ao seu filho.
(D) Não integra o salário-de-contribuição, desde que vinculada às atividades desenvolvidas pela empresa.
(E) Não integra o salário-de-contribuição, desde que todos os empregados e dirigentes tenham acesso à mesma.