A nota do Sindisprev, chamando os trabalhadores à paralisação de 24 horas no dia 26 de março, começa com a seguinte frase:
"Os trabalhadores do INSS estão a sangrar. Chega de ser burro de carga a serviço dos Diretores do INSS, dos Superintendentes, Gerentes e de Chefes."
Em outro trecho da nota, o Sindisprev denuncia:
"Viramos burros de carga. Pessoas que vivem para trabalhar ao invés de trabalhar para viver. Não há servidor do INSS que com 30 ou 40 horas de trabalho consiga sair do trabalho com energia para se dedicar a estudar, cultivar um hobby, desenvolver alguma outra atividade e mesmo se dedicar a família. O relato é de que vão para casa destruídos com a única vontade de repousar para enfrentar tudo outra vez no outro dia."
Dentre os diversos pontos da pauta de reivindicação, consta o seguinte:
3 - Contratação imediata de 15 mil novos servidores aprovados em Concurso Público.
Clique aqui e confira o inteiro teor da nota do Sindisprev!