"Na natureza, o crente reconhece o resultado maravilhoso da intervenção criadora de Deus, de que o homem se pode responsavelmente servir para satisfazer as suas legítimas exigências – materiais e imateriais – no respeito dos equilíbrios intrínsecos da própria criação."
Papa Bento XVI, na CARTA ENCÍCLICA CARITAS IN VERITATE.