"Não aparece a inteligência e depois o amor: há o amor rico de inteligência e a inteligência cheia de amor."
Papa Bento XVI, na CARTA ENCÍCLICA CARITAS IN VERITATE