Nesta sexta-feira, 19 de abril, durante a homilia da Missa presidida na Capela da Casa Santa Marta, o Papa Francisco disse:

“A voz de Jesus passa pela nossa mente e vai ao coração. Já os doutores da lei respondem de outra maneira, discutindo entre si e contestando duramente as palavras de Jesus.”

“Os doutores respondem somente com a cabeça. Não sabem que a Palavra de Deus fala ao coração”, disse o Papa, dando o exemplo de Maria, que acolheu com humildade as palavras do Senhor.

Quem responde somente com a cabeça são os grandes ideólogos, afirmou, recordando que “a Palavra de Jesus vai ao coração, porque é a Palavra de amor, é palavra bela e traz o amor, nos faz amar”. Os ideólogos, por sua vez, cruzam a estrada do amor e da beleza e poem-se a discutir sobre como Jesus pode dar sua carne para comer.

“É tudo um problema de intelecto. E quando entra a ideologia na Igreja, quando entra a ideologia na inteligência do Evangelho, não se entende mais nada.”

Para Francisco: os ideólogos falsificam o Evangelho. Toda interpretação ideológica, de qualquer parte que vier, é uma falsificação do Evangelho. “E esses ideólogos – como vimos na história da Igreja – acabam por se tornar intelectuais sem talento, moralistas sem bondade. Nem falemos de beleza, porque disso eles não entendem nada.”

“Ao invés, a estrada do amor, a estrada do Evangelho – recorda o Papa – é simples: é a estrada que os santos entenderam:

“Os santos são os que levam avante a Igreja! A estrada da conversão, da humildade, do amor, do coração, da beleza… Peçamos, hoje, ao Senhor pela Igreja, que o Senhor a liberte de qualquer interpretação ideológica e abra o coração da Igreja, da nossa Mãe Igreja, ao Evangelho simples, àquele Evangelho puro que nos fala de amor, que traz o amor e é tão bonito! E que nos torna mais belos, com a beleza da santidade. Rezemos hoje pela Igreja!”.