50. (Técnico do Seguro Social – 2012) Maria trabalhou de 02 de janeiro de 2006 a 02 de julho de 2006 como empregada de uma empresa, vindo a contrair moléstia não relacionada ao trabalho, com prejuízo do exercício de suas atividades habituais. Nessa situação, Maria
(A) terá direito ao auxílio-acidente, que não exige carência.
(B) terá direito ao auxílio-doença, que independe de carência.
(C) poderá receber aposentadoria por invalidez, se recolher mais duas contribuições.
(D) não terá direito ao recebimento do auxílio-doença, por ausência do cumprimento da carência.
(E) terá direito à aposentadoria por invalidez, que independe do cumprimento de carência.