101. (FCC – TRF4 - Técnico Judiciário – 2010) O produtor, o parceiro, o meeiro e o arrendatário rurais e o pescador artesanal, bem como os respectivos cônjuges, que exerçam suas atividades em regime de economia familiar, sem empregados permanentes, contribuirão para a seguridade social mediante a
(A) contribuição fixa e predeterminada de dois salários mínimos.
(B) aplicação de uma alíquota sobre o salário mínimo.
(C) contribuição fixa e predeterminada de um salário mínimo.
(D) aplicação de uma alíquota sobre o resultado da comercialização da produção.
(E) aplicação de uma alíquota sobre o lucro presumido e previamente declarado.