"Se uma pessoa é gay e procura Deus e a boa vontade divina, quem sou eu para julgá-la?", disse o Papa Francisco, nesta segunda-feira (29).

"O Catecismo da Igreja Católica explica isso muito bem", disse. "Ele diz que eles não devem ser marginalizados por causa disso, mas que devem ser integrados à sociedade."

"O problema não é ter essa orientação. Devemos ser irmãos. O problema é fazer lobby por essa orientação. Esse é o pior problema", disse o Papa.

Francisco também afirmou que, segundo o Catecismo da Igreja Católica, a orientação homossexual não é pecado, mas os atos, sim.

Clique aqui e saiba mais!