"Tudo, porém, que se faz por amor, ainda que insignificante e desprezível, produz abondantes frutos."

Tomás de Kempis (1380 - 1471 d. C), monge e escritor místico alemão, autor do livro "A Imitação de Cristo".