“Infelicita-se o povo, quando aqueles a quem ele se confiou, pretendendo ocultar sua própria corrupção, procuram corrompê-lo”.

Montesquieu (1869 — 1755), na obra "Do Espírito das Leis".