Homem e mulher os criou

369O homem e a mulher foram criados, quer dizer, foram queridos por Deus: em perfeita igualdade enquanto pessoas humanas, por um lado; mas, por outro, no seu respectivo ser de homem e de mulher. "Ser homem", "ser mulher" é uma realidade boa e querida por Deus: o homem e a mulher têm uma dignidade inamissível e que lhes vem imediatamente de Deus, seu Criador (Gn 2, 7.22)O homem e a mulher são, com uma mesma dignidade, "à imagem de Deus". No seu "ser homem" e no seu "ser mulher", refletem a sabedoria e a bondade do Criador.
[...]
371. Criados juntamente, o homem e a mulher são, na vontade de Deus, um para o outro. A Palavra de Deus no-lo dá a entender em diversos passos do texto sagrado. «Não convém que o homem esteja só: vou fazer-lhe uma ajudante que se pareça com ele» (Gn 2, 18). Nenhum dos animais pode ser este "par" do homem (Gn 2, 19-20). A mulher que Deus "molda" da costela tirada do homem e que apresenta ao homem, provoca da parte deste, uma exclamação admirativa, de amor e comunhão: "É osso dos meus ossos e carne da minha carne" (Ga 2, 23). O homem descobre a mulher como um outro "eu', da mesma humanidade.

372. O homem e a mulher são feitos "um para o outro": não é que Deus os tenha feito "pela metade" e "incompletos"; criou-os para uma comunhão de pessoas, em que cada um pode ser "ajuda" para o outro, uma vez que são, ao mesmo tempo, iguais enquanto pessoas (osso dos meus ossos) e complementares enquanto masculino e feminino. No matrimônio, Deus une-os de modo que, formando "uma só carne" (Gn 2, 24), possam transmitir a vida humana: "crescei e multiplicai-vos, enchei e dominai a terra" (Gn 1, 28). Transmitindo aos seus descendentes a vida humana, o homem e a mulher, como esposos e pais, cooperam de modo único na obra do Criador.

Fonte: CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

Comentários